quinta-feira, 8 de dezembro de 2005

Fazendo marketing com custo zero

A loja de luxo Daslu ameaça processar a entidade por causa do nome

A organização não-governamental de apoio às prostitutas Davida vai encarar a Daslu em ritmo de samba. Ontem, a ONG desfilou pela primeira vez com camisetas da grife Daspu, no ensaio de seu bloco carnavalesco Prazeres da Vida.

A Davida teria até quinta-feira para mudar o nome da grife e não sofrer um processo da Daslu, que considera "Daspu" um "deboche, visando "denegrir" a imagem da loja", além de possível fonte de prejuízos, devido à semelhança.

A coordenadora da ONG, Gabriela Leite, afirma, entretanto, que lutará na Justiça pelo direito de fazer a alusão à butique paulistana. "Não se trata de ofensa. Ao contrário, é para mostrar que as meninas da vida também podem ser elegantes."

O advogado da Daslu, Rui Celso Reali Fragoso, nega que haja preconceito contra prostitutas e afirma que outras lojas de roupas já foram impedidas de usar nomes semelhantes.

Mesmo sob ameaça, a ONG Davida já tem cronograma para o Carnaval. O Prazeres da Vida desfila sábado, ao meio-dia, na praça Tiradentes, tradicional ponto de prostituição do centro do Rio. Já há quatro sambas concorrentes e o vencedor será escolhido no início de janeiro, no enredo "Praça Tiradentes, do rebolado ao rebolado", que se refere ao teatro rebolado - comum em palcos em torno da praça no início do século 20 - e ao rebolado das prostitutas.

A grande atração, porém, será a comissão de fundos - em vez da de frente -, que terá 20 mulheres com vestidos vermelhos e um decote que mostrará apenas a parte de baixo do biquíni. A criação da grife é coletiva, mas o designer Sylvio de Oliveira sugeriu o decote, "para ressaltar a preferência nacional", diverte-se. O símbolo do bloco, uma lua com um sol e estrelas, também foi idéia dele, "para tirar o estigma de que a prostituição é só à noite. Aqui na Tiradentes, elas trabalham o dia inteiro."

Futura integrante da comissão de fundos, Jane Lúcia da Silva Reis, 31, sambava com um vestido igual ao que usará no carnaval -ainda sem decote. "Trazemos novidades que nos identificam com nossa profissão", diz.

O Prazeres da Vida terá um rei, em vez da rainha da bateria, "porque as meninas gostam é de rei", justifica Gabriela Leite.

n.r.: tuuudo é marketing, deixem as "meninas", que coisa!

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.