quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

O futuro em retrocesso

Juiz dos EUA proíbe 'desenho inteligente' em escola pública

Um juiz federal americano baniu nesta terça-feira o ensino de uma teoria conhecida como "desenho inteligente" em escolas públicas da cidade de Dover, no Estado da Pensilvânia.

O juiz John Jones chegou à conclusão que o ensino da teoria em escolas públicas fere a Constituição do país.

"Nossa conclusão hoje é que é inconstitucional ensinar desenho inteligente como uma alternativa ao evolucionismo em uma sala de aula pública."

Uma escola da região foi processada por um grupo de 11 pais que argumentavam que o ensino da teoria era inconstitucional e que não poderia ocorrer em uma aula de biologia.

O caso ganhou grande destaque nos Estados Unidos.

Ele é um exemplo de uma disputa que está ocorrendo entre grupos cristãos radicais e laicos em vários Estados do país sobre o ensino da teoria evolucionista.

Para os grupos que defendem o “desenho inteligente”, a vida na Terra é complexa demais para ter evoluído sem nenhuma influência divina, como defende a teoria da evolução de Charles Darwin.

Para os evolucionistas, a teoria da inteligência superior carece de qualquer base científica e não deve ser considerada como ciência, portanto, deve ficar foras das aulas de biologia.

O julgamento na Pensilvânia foi acompanhado por grupos dos dois lados em pelo menos 30 Estados americanos, onde a discussão também tem ocorrido.

Em 2004, a região de Dover se tornou a primeira no país em que a teoria do “desenho inteligente” passou a fazer parte do currículo de Ciência.

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.