terça-feira, 12 de maio de 2009

Medo

Às vezes tenho medo de mim. Me percebo rindo sozinha em frente ao pc, falando com o dito cujo, e pensando mil besteiras enquanto leio algumas frases que me fazem rir, então fico imaginando se vou me tornar a imagem que povoa o imaginário de todo mundo quando se pensa em ficar bem velhinho, daquela que fala sozinha. Eu já falo, então isso me dá medo.

Mas alguma coisa disso deve ser genético, minha avó tinha uma mente fértil (prefiro pensar que o meu caso seja esse), quando eu saía com ela a peguei várias vezes segurando um riso que eu não imaginava do que seria, educada, tentava disfarçar e depois me contava a bobagem que havia passado naquela cabeça, saí igualzinha.

Separei algumas imagens e frases que me fizeram rir e pensar bobagens, não vou escrever metade do que pensei:

* Cabeça de gordo é assim, até na brincadeira com bonecos.



* Uia, que meda, não quero nem saber quem é.



* Outra que me apavora, imagina conhecer alguém tão intenso



* Uma boa cantada



* Esse ou essa está revoltadíssimo e com uma dor de cotovelo imensa



* Não sei porque mas achei que o dito podia ter sofrido de um arremesso mal calculado (muito tola), morri de rir sozinha.



* E pra finalizar, coitada da criatura, ninguém merece.



Muito tola, às vezes me sinto com a idade de uma criança, mas é tão bom.



fonte:FFFOUND! e Euzinha

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.