terça-feira, 19 de maio de 2009

Juro que não é inveja

Não sou grande fã da Beyouncé, gosto de uma música ou ou outra, mais pelo ritmo do que pela letra, mas que ela canta bem e é bonita, ninguém discute.

Mas... esse blá-blá-blá não começou simpático à toa, quando vi pela primeira vez o vídeoclipe de Single Ladies, eu fiquei imaginando... quem teve a idéia de uma coreografia tão esdrúxula? Tampouco entendi a escolha da roupa para a coreografia. Se é pra continuar solteira, com esse modelito e dançando desse jeito (será que o coreógrafo de Flashdance morreu? Ele conseguiria um resultado melhor e Paula Abdul? Também desistiu?), não vai ser difícil.

Continuando a minha análise: eu mal consegui prestar a atenção à letra da música logo de cara, ficava com os olhos grudados no modelito da calçola da Beyouncé sem entender nada, porque aquilo atrás e embaixo (em perfil vê-se melhor) tem um desenho tão estranho e tão diferente de suas companheiras? Me lembrei de um tipo de confecção antiguinha e prá lá de ultrapassada dos biquinis americanos que há muito não se vê mais. Há muito tempo, o mundo descobriu que uma mulher não está mais nua deixando aquele encontro entre o derrièrre e a perna, de fora, aliás, deixando esse encontro de fora, o desenho desse encontro fica bem mais bonito.

E de uns tempos prá cá anda uma palhaçada no YouTube, onde se pode ver um vídeo mas colar e copiar, não pode, se alguém conseguir me explicar a diferença, agradeço, até porque o YouTube não vai deixar de ter mais acessos por minha causa. Então o que consegui foi um vídeo meia-boca, de qualidade discutível, mas com bom áudio, não era bem o que eu queria, mas fazer o quê?



Hoje estou muito musical, sonada e irritada.


fonte: Euzinha e YouTube

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.