domingo, 8 de janeiro de 2006

Quando imagem é poesia vale observar

Um dia desses recebi por email várias imagens - coloridas e em P&B - do fotógrafo Adriano Ávila que tem 32 anos e mora em São Paulo e depois de ver todas - são muitas - hoje são quatro e vou dividí-las com quem passa por aqui.

Gosto muito de ler, e esse gosto é tão eclético que já ouvi dizer que se alterna em fases. Mas gosto de poesia, mesmo que não a consuma como leitura preferida.

Acredito que fotografar, além de ser arte e vale a pena aproveitar para dizer que só há bem pouco tempo vem sendo analisada como tal aqui no Brasil, para mim, é poesia estática.

É o olhar do sentimento do fotógrafo sobre seu objeto de foco. É a estória que ele consegue enxergar e tem a necessidade de tornar eterno. Por não "conseguir" expressar para o papel todas as impressões de tudo o que pode sentir no instante do click, paralisa na sua fotografia.

Observar uma imagem é ler um poema de um fotógrafo.









0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.