segunda-feira, 2 de janeiro de 2006


Transparências

Na tua boca sem dizer uma palavra
Soletrei em todas as línguas a palavra amor
Sobre a tua pele desenhei, sem saber desenhar
Todos os contornos que tem o prazer
E por silêncio a palavra foi mais pura
E por ser transparente o gesto ficou gravado

Encandescente
"Icarus" - Henri Matisse

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.