terça-feira, 21 de março de 2006

Xuankong, construído num precipício



O templo de Xuankong é uma construção bastante rara por sua forma peculiar. Está construído em um precipício a uma altura de cem metros do chão e se encontra sustentado por colunas de madeira de 50 metros de altura.

Encravado nas rochas, o templo suspenso no precipício permanece imóvel com o passar dos anos formando o panorama mais peculiar da Montanha Hengshan. Como está localizado na parte alta do precipício onde há rochas imensas, essas mesmas rochas o protegem das intempéries. Não há chuva, sol ou inundações que possam afetar a construção de madeira que está bem protegida na montanha.

Outra característica do templo de Xuankong é seu próprio desenho. Aproveitando as condições geográficas do terreno, um terço de seus salões estão encravados em grutas nas rochas. E tanto os salões como as esculturas de Budas são menores e mais finos do que o habitual.

Porque construiriam um templo num local de difícil acesso? Na época, o local era um caminho importante para a população local além de ser o melhor lugar encontrado para os crentes budistas fazerem suas homenagens à Buda. Além disso, ao pé da montanha existe um rio e que causava inundações e acreditava-se que isso acontecia quando um dragão que viveria nas redondezas ficava furioso. O templo foi construído para afastarem o dragão do local.

Na parede do templo há quatro símbolos chineses: "Gongshu Tian Qiao" que elogiam a avançada técnica de construção. "Gongshu" se refere a Gongshu Ban que era um famoso artesão chinês. Era fundador da arte arquitetônica de seu país. Estes quatro símbolos chineses dizem que dizem que só aqueles que têem a capacidade de Gongshu Ban poderiam construir este templo em um precipício.


Segundo informações da agência estatal "Xinhua", hoje um incêndio na zona do Monte Hengshan, no norte da China, ameaça o famoso templo de Xuankong, da Dinastia Wei do Norte (386-534).

O fogo começou ontem em um precipício na base do monte, e desde então tem se estendido rumo à construção, famosa por seus pilares de madeira de até 50 metros de altura, sobre a depressão natural.

Embora as chamas não sejam muito vivas, o local é de difícil acesso e bombeiros e moradores não conseguiram apagar o incêndio.

Li Geng, diretor do departamento provincial de controle florestal, declarou que foram criadas barreiras antifogo para evitar que as chamas cheguem ao templo, construído em 491.



fonte: China ABC

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.