domingo, 26 de março de 2006

Responsabilidade ambiental

Preservar é usufruir

Escutamos quase todos os dias notícias sobre o meio ambiente, a camada de ozônio e ficamos sempre muito preocupados e atentos ao assunto. A cada dia, mais espécies de animais entram em extinção, o ecossistema responde à nossa agressão com catástrofes "naturais". Será que fazemos realmente a nossa parte para podermos viver com qualidade nesse planeta ou deixamos essa responsabilidade apenas para os ambientalistas?



Conheço da mídia, o biólogo Mario Moscatelli e descobri que ele é responsável pelo projeto de revitalização do mangue de Gramacho, em Caxias. Do outro lado de lá do Atlântico soube pelo Fernando Vilarinho do blogue "Notas Perdidas de Um Montanheiro" (montanhismo.blogspot.com) que existe um grupo do qual ele faz parte, chamado "Amigos da Montanha" (www.amigosdamontanha.com) entre outras coisas esse grupo administra uma parte do Caminho Português - no concelho de Barcelos, norte de Portugal - de Santiago de Compostela. Todos os anos eles limpam os caminhos e pintam novamente as marcas para os peregrinos que passarão por ali. O que eles têem em comum? O cuidado com o meio ambiente.



No Jardim Gramacho, a área é de 1,3 milhão de metros quadrados, sendo que 220 mil replantados pelo "Projeto de Recuperação do Manguezal de Gramacho", o local parece um "milagre" no meio do lixo. O manguezal é vizinho do aterro sanitário de Duque de Caxias. Recebe diariamente mais de 8 mil toneladas de dejetos, e o lugar aos poucos vai se tornando ponto turístico, atraindo estudantes e visitantes estrangeiros.

Ano passado duas mil pessoas visitaram o local, vendo de perto o renascimento de parte da área de manguezal da Baía de Guanabara.

O roteiro ecológico é acompanhado por guias e as visitas têem de ser marcadas. A maior atração é uma passarela de dois quilômetros em madeira reciclada retirada do lixão. Esta conduz o visitante da entrada do aterro sanitário até a beira da Baía de Guanabara.

No caminho avistam-se espécies da fauna típica dos manguezais: caranguejos, socós e capivaras. Entre a flora, muitas árvores de mangue vermelho, mangue negro e mangue branco. Veja a imagem no site do Jornal O Globo aqui.

Para marcar as visitas é preciso entrar em contato com a Comlurb pelos telefones: (21) 2671-7514 e (21) 2671-9012.

Preservar o meio ambiente, consiste em coisas simples como consertar a torneira que está pingando na nossa casa, falar com o porteiro do nosso prédio para que ele use a vassoura e não o jato d'água da mangueira para empurrar a folha da calçada. Jogar o pedaço de papel no lixo. Telefonar ao órgão responsável (Comlurb) solicitando lixeiras para a rua onde moram. Além disso, se temos um instrumento como a internet ao alcance de nossas mãos, basta fazermos buscas de sites que tratam do meio ambiente para aprendermos mais sobre a forma com que podemos contribuir para a redução dos desastres ambientais.



fonte: Jornal O Globo e Notas Perdidas de Um Montanheiro

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.