segunda-feira, 8 de junho de 2009

Quase, quase

Dias dos Namorados, quase, quase aí...
Planeje, compre presentinhos, escolha a roupinha mais bonita e pense num perfume de enlouquecer. Love is in the air.




E tudo começa com um olhar distraído sobre uma foto e a lembrança do dia romântico marcado no calendário mental, aí me vem uma vontade imensa de escrever... olho pras teclas e suspendo os dedos, sinto uma dúvida se devo mesmo escrever o que estou pensando, baseado num trechinho de um texto que li há dias, não me lembro onde, eu até acho que é assunto velho, porém é novidade pra uma ou outra muito naïf nesta vida de relacionamentos - e não é nem um pouco romântico - mas por ser bizarro e bem mais comum do que eu podia imaginar, o sorrisinho já aparece no canto da boca e penso que não consigo resistir.

Não pensem que não sou romântica porque escolhi um assunto que não combina com felicidade cor-de-rosa, típica de anúncio de televisão para o Dia dos Namorados. Sou bastante romântica, mas a vida tem os seus percalços e a graça dela está nisso. Tenho consciência que certas situações podem fazer algumas mulheres chorarem por muitos dias e à outras, a de terem vontade de matar uma criatura. Tentem se incluir sempre no segundo caso, porque passado um tempo, o fato será motivo pra gargalhadas e ninguém gosta de lembrar que gastou tempo chorando ou devorando um pote de sorvete por causa de homem.

Então, meninas do meu Brasil, se o lindinho com quem vocês vêm saindo a meses, aquele que as apanha na saída da faculdade ou do trabalho, aquele fofo que telefona e se mostra presente todo fim de semana, sumir no dia 12 de junho, no DIA DOS NAMORADOS,... não se desesperem. Ele voltará, lindo e moreno, ou loiro ou ruivo no dia 13. Ele apenas quer dizer que não está namorando vocês. Dificil acreditar, né? Verdade total! Mas perguntem, e ele dará a resposta sem olhar pra vocês, com aquele olhar perdido - típico de macho - olhando pro infinito.

Estranho, não é? Acho engraçado... Alguns homens têm dificuldade em levarem o rótulo (palavra deles) de namorado - vá entender -, e acham que não se fazendo presentes neste dia, estarão livres de uma responsabilidade (?) que só existe na mente masculina. Obviamente não são todos assim, mas o tipo existe. Como reconhecê-los? Não faço a menor idéia e quando era bem mais novinha, me calhou um desses. E se em 2009, leio um texto falando neles, significa que ainda não entraram em extinção.

De qualquer maneira, é sempre um bom motivo pra mandar o indivíduo, mesmo que seja lindo de morrer, catar coquinhos, até porque lava a alma ver a cara de espanto da criatura. "Catar coquinhos" é uma maneira educada de falar num blog, ao vivo pode-se dizer o que sai da alma direto na cara do estrupício. Mas continuem planejando, comprando presentinhos, pensando na roupinha bacana, no perfume... etc, etc. Quem sabe?


foto: Violet Creme

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.