quinta-feira, 25 de junho de 2009

Música

Ouvi lá na Maria, achei uma delícia, a música e as vozes. Só há um pequeno probleminha, para se escutar a música inteira é preciso clicar onde diz "play full song here" ou cliquem no link abaixo da música.




Cheiro eterno de alecrim (Apanhei-te cavaquinho) - Sotaques



Doce memória do meu tempo de criança
Trago viva essa lembrança
De pureza e de bonança
Passarinho de esperança
Lindo laço, firme trança
A beleza e a pureza que a divina vida me concedeu

Vida tão solta, voo livre giro salto
Rodopio, pé descalço, tendo o céu no meu abraço
No quintal a cada passo
Nunca soube o que é cansaço
Fruta boa em meu regaço
Cheiro eterno de Alecrim

Pé de muleque, quebra queixo, artreiro
Meu coqueiro, formigueiro
Castanha assada, branquinha cocada,
Bananada bem queimada
Caldo de cana, chuva no telhado, pirulito, mel, melaço
Araçá, pitomba doce, goiabada, carambola, fruta-pão

O fino laço dessa nossa história
Não vai se desfazer
Há tanta essência, cada gesto
Criando versos do saber
Flores e cores, vento breve, luzes
Brisa ao entardecer
Dança de folhas, pirilampos
Sons da memória do meu ser

Letra: Silvia Nazário
Música: Ernesto Nazareth
Interpretação: Silvia Nazário, Rogério Charraz e Cláudio Kumar


E já agora, indico essa aqui:





Liberdade - Rogério Charraz



No verde dos campos te semeio
E de mim nasces como um rio
Nas ruas te festejo e te premeio
No vermelho dos cravos te sorrio

No amarelo do sol que nos aquece
Desenho um malmequer que não desfolho
E ao branco da lua que te esconde
Atiro beijos aos teus olhos

No azul do mar em que me deito
Oiço cantos de sereias sem idade
Descanso-me na rocha, e já refeito
Em todas as cores te conquisto, Liberdade!

Letra: Maria Ermelinda Morgado
Música: Rogério Charraz



fonte: Maria

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.