segunda-feira, 26 de abril de 2010

Desconhecidos




Podíamos encontrar, conhecer pessoas maravilhosas, que nos amariam e compreenderiam até ao mais ínfimo detalhe. Às vezes bastava que passássemos para o outro lado do passeio para que isso acontecesse, ou que perdessemos o comboio. É triste quando a vida passa e nós não nos cruzamos com quem nós deveríamos ou podíamos ter cruzado.


. . .



Achei tão bonito esse devaneio de uma amiga escritora que resolvi partilhar.


Ana Grichetchkine

4 comentários:

Maria disse...

Há acasos que nunca acontecem, é isso...
Outros acontecem sem esperarmos... por isso mesmo são acasos.

Beijinho, Cris.

Cris Caetano disse...

São. :)

Beijinhos, Maria

Georgia disse...

Cris e se acontecem nao percebemos porque estamos com os pensamentos em outras coisas...

Bjao

Cris Caetano disse...

E pensando melhor, Ge... às vezes é até bom que não aconteçam... sei lá?! LOLOL

Beijão

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.