terça-feira, 6 de abril de 2010

Mônica Salmaso (CIDADE LAGOA)






Essa cidade que ainda é maravilhosa
Tão cantada em verso e prosa
Desde o tempo da vovó
Tem um problema vitalício e renitente
Qualquer chuva causa enchente
Não precisa ser toró
Basta que chova mais ou menos meia hora
É batata, não demora
Enche tudo por aí
Toda cidade é uma enorme cahoeira
Que da praça da Bandeira
Vou de lancha a Catumbi

Que maravilha nossa linda Guanabara
Tudo enguiça, tudo para
Todo trânsito engarrafa
Quem tiver pressa seja velho ou seja moço
Entre n'água até o pescoço
E peça a deus pra ser girafa
Por isso agora já comprei minha canoa
Pra remar nessa lagoa
Cada vez que a chuva cai
E se uma boa me pedir uma carona
Com prazer eu levo a dona
Na canoa do papai.

(Sebastião Fonseca / Cícero Nunes)




fonte:Adriana Paiva

4 comentários:

jamesp. disse...

Uma tristeza isso que está acontecendo no Rio.A cidade não merece,muito menos o povo.
Beijão.

Cris Caetano disse...

Um horror, querido... e eu, aqui, preocupada porque uma amiga (louca), diz que vai até o trabalho em Copa porque a louca da chefe dela não vai, obviamente.

Dói ouvir as declarações dos nossos governantes pela TV... uma das justificativas: a Praça da Bandeira alaga desde que Eduardo Paes era criança. Fala Sério!

Um beijão.

Maria disse...

As desculpas que os (ir)responsáveis arranjam...

Beijo, Cris.

Cris Caetano disse...

É mesmo vergonhoso, Maria...

Beijos

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.