sexta-feira, 21 de abril de 2006

Não imagino o que esteja acontecendo

Hoje só sinto vontade de chorar. Muito provavelmente amanhã e nos dias seguintes vou me arrepender. Não de chorar, mas de dizer que chorei.

Se não tenho o hábito de comentar esse tipo de esquisitice, imaginem escrever sobre o assunto. E depois, vou acabar pensando:"quanta demonstração de fragilidade, que coisa mais irritante". Sou naturalmente emotiva, mas ocorre uma situação completamente diferente. Sinto-me péssima!

E me percebo me importanto com opiniões alheias. Sendo que as tais opiniões seriam sei lá de quem. Normalmente não me importo nada com o que pensem a respeito de nada também. Mas me lembrei que me importava com o fato de ser vista chorando ou que percebessem que eu havia chorado.

Não para a vontade incontrolável de chorar. Ela diminui, mas volta. Se estou sentada, sem pensar em nada, lágrimas e mais lágrimas vão rolando pelo meu rosto abaixo. Não tem lógica.

Ainda bem que esta "tragédia" começou em casa. Mas este fato raro - e ainda bem que é - já deu para acontecer em locais públicos, mas não me lembro aonde, faz tempo.

Costumo ficar com o nariz vermelho igual ao nariz de palhaço. E se calhar de ser vista por alguém conhecido, vou repetindo essa descrição já que soa um pouco engraçada e sempre dá resultado. Arranjo uma muleta para que não percebam que fui fraca e chorei, evita também que perguntem o que aconteceu e tal. Como iria explicar?! Sempre querem explicação.

Não sei o que fazer, nem sei o que me está acontecendo. Há poucos dias, tenho sido assim "atacada". Dia sim, dia não. Nada adianta de nada, nem sinto vontade de fazer alguma coisa. Executo mecanicamente o obrigatório.

É tanta a vontade de chorar, e choro. Senti uma vontade imensa de sumir, mas a falta de capacidade de raciocício é tanta, que eu não saberia nem por onde começar a decidir.

Eu só choro...

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.