segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Olhar






Tu não estavas me vendo como aquilo que sou, mas como aquilo que querias que eu fosse.



Caio Fernando Abreu

2 comentários:

Luis Eme disse...

acontece tantas vezes...

os olhos muitas vezes só vêem o que queremos.

beijos Cris

Cris Caetano disse...

Pois não é? O pré-conceito do desconhecido é tão injusto...

Beijos, Luis

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.