terça-feira, 14 de setembro de 2010

Contra a corrente






Sinto-me nadando contra a corrente, mesmo que palavras não sejam ditas ou não me mova. Há um vazio que não preenche como se o que perdi não conseguisse encontrar e os dias que passam não deixam lembranças. Os passos que dou não marcam o chão que piso porque não saio do mesmo lugar. Mas mesmo assim sinto-me contra a corrente porque não vou ao encontro de mim mesma. Perdi-me de mim.

6 comentários:

Luis Eme disse...

logo te encontras, tenta agarrar bem os teus braços e apertá-los à tua volta. vais ver que és mesmo tu.

bjs Cris

Cris Caetano disse...

Assim farei. :)

Beijos, Luis

Georgia disse...

Cris, acredito que vc precisa de um novo desafio na tua vida. Novos horizontes. Tenho a impressao que vc conhece muita coisa e nada mais te surpreende.

Precisa fazer algo bem diferente e estranho. Deixar de ser vc mesma, deixar a etiqueta, os costumes do dia a dia. Vestir talvez uma roupa de safari e entrar na selva. Há um tigre adormecido em vc, precisa acordálo.

Um bjao

Cris Caetano disse...

Pode ser, Ge...

Beijão.

Cadinho RoCo disse...

Caramba, mas se bem souber aproveitar este movimento terá revelação surpreendente porque o reencontro é inevitável. Ele acontecerá a qualquer momento e realçado por tão vibrante experiência.
Cadinho RoCo

Cris Caetano disse...

Mal vejo a hora desse movimento acontecer.

Obrigada pela visita. Abraços

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.