quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Bolha de sabão






Bolha de sabão... flutuando ao sabor do vento, tão livre, tão frágil, que ao menor contato, desaparece. O tempo de permanência em sua existência é mero acaso, pura sorte de seu destino final.

fonte:CacaoCocoa

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.