quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Roupas x Sexo

Pesquisa mostra que mulheres preferem um bom guarda-roupa


A maioria das mulheres dos Estados Unidos prefere um armário cheio de roupa ao sexo, segundo uma pesquisa realizada com mulheres de dez das maiores cidades do país.

De acordo com o estudo, realizado pela empresa Unilever, 61% das norte-americanas considera que seria mais traumático perder uma peça de roupa favorita do que ficar sem sexo durante um mês. A maioria das mulheres deixaria de manter relações sexuais durante quinze meses, se ao final desse período encontrassem um
armário repleto de roupa nova. Inclusive, 2% das indagadas assumiriam sem problemas três anos de abstinência se tivessem a mesma recompensa.



Mas o sexo não é o único perdedor nesta batalha: as relações sentimentais, o amor e os homens também aparecem abaixo da roupa na lista de preferências femininas. A média das indagadas entre os 18 e os 54 anos manteve no armário sua peça de roupa favorita durante doze anos e meio, um ano a mais do que durou sua relação sentimental mais longa.

A maioria das mulheres está convencida, ainda, de que, sim, existe amor à primeira vista; mas só quanto à roupa. O amor instantâneo é real para 70% das perguntadas quando se apaixonam por alguma saia, blusa ou sapatos, enquanto este número cai para 54% quanto a detectar o homem adequado à primeira vista. Entre o poder do sexo oposto e o da roupa para fazer sentir as mulheres se sentirem bem, também não há lugar para dúvida. Para 48% das mil entrevistadas, um homem não pode lhes transmitir
tanta segurança nem lhes fazer sentir tão sexy como sua roupa favorita.

Possivelmente, viver num país com um W. Bush como presidente possa destruir a libido de qualquer uma, porque o resultado da pesquisa é grave! 61% é muito! São muitas mulheres trocando o sexo por um armário cheio de roupa!!! Também não quero pensar muito em como será o guarda-roupa dessas mulheres para se sentirem tão seguras com a troca. Vestidos floridos dos anos 80, calcinhas samba-canção com o elástico roto, a lycra gasta pelo passar dos anos e das lavagens? Cruzes!!!

Logo de cara, imagino a pior das imagens a respeito da roupa interior e exterior dessas senhoras, caso contrário, puxa! Fica dificílimo entender e mesmo assim...
Mas, talvez...que tipo de homens atravessaram ou atravessam seus caminhos para as deixarem tão...tão...frias, sem fantasias? Onde se escondeu o desejo de 61% das mulheres norte-americanas? Que mêdo levou-as a subtraírem algo tão natural a qualquer ser-humano?

A pesquisa ganha um tom ainda mais pesado quando inclúi que o sentimento é dispensável. Porque?! Talvez pelas guerras constantes, onde a única coisa mutável é o país onde acontecem, homens que partem e não retornam mais, e novamente outros homens que partem e não retornam deixando uma dor profunda, que não cicatriza pela repetição. A questão não é fazer ou não ter. É não ter vontade "DE"! Eu não troco "o que há de vir" por "aquilo que passou", nem pensar! Tomara que elas encontrem em si mesmas a segurança que buscam nos outros. Tomara!



fonte: agência EFE

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.