segunda-feira, 11 de setembro de 2006

La Biennale di Venezia


10ª Mostra Internacional de Arquitetura


A 10ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza abre para o público neste domingo, 10 de setembro, com o tema "As cidades: arquitetura e sociedade". O curador inglês Richard Burdett selecionou 16 megalópoles, entre elas São Paulo, para entender as novas relações que as áreas urbanas vão assumir no século 21.

"Mais da metade da população do mundo vive em cidades", declarou Burdett no site oficial da mostra. "No século passado, este índice era de menos de 10%. No século 21 mais de 75% da população viverá em áreas urbanas, e grande parte dela estará em megacidades com mais de 20 milhões de habitantes".

As experiências sócio-culturais são apresentadas na exposição por meio de vídeos, fotografias e gráficos tridimensionais, referentes às seguintes cidades: Barcelona (Espanha), Berlim (Alemanha), Cairo (Egito), Caracas (Venezuela), Cidade do México (México), Istambul (Turquia), Joanesburgo (África do Sul), Londres (Grã-Bretanha), Los Angeles (Estados Unidos), Milão-Turim (Itália), Mumbai (Índia), Nova York (Estados Unidos), Bogotá (Colômbia), Xangai (China), Tóquio (Japão), São Paulo (Brasil).

A participação brasileira foi organizada pela Fundação Bienal e coordenada por Jacopo Crivelli Visconti, com apoio de uma comissão formada por arquitetos para a definição do conteúdo: Fernanda Barbara, Fernando de Mello Franco, Guilherme Wisnik, Juan Pablo Rosenberg, Marcelo Morettin, Marta Bogéa e Martin Corullon.

A cidade de São Paulo é apresentada na exposição em duas salas. A primeira mostra como a rede de circulação e transporte se desenvolveram ao longo dos rios e das várzeas. Na outra sala são apresentadas a marquise do Ibirapuera, a circulação do Centro Cultural São Paulo e as rampas da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). "São espaços que não procuram definir uma função específica, servem de abrigo para diferentes manifestações sociais", explica Bogéa.

Mais dois vídeos poderão ser vistos no pavilhão brasileiro, um sobre a peça teatral "BR3" do Teatro da Vertigem, apresentada no Rio Tietê, e "Outrem" (2001), de Joel Pizzini, na qual se acompanha um trem que atravessa a cidade de São Paulo.

O vídeo sobre o espetáculo "BR3" é uma edição de 10 minutos de um amplo material rodado pelo cineasta Evaldo Mocarzel durante quatro dias, com nove câmeras, em maio de 2006, durante a temporada de dois meses de apresentação do espetáculo em São Paulo. O "BR3" tinha 2 horas e 40 minutos de duração. "O Evaldo gravou o espetáculo de vários ângulos, documentando desde o público que apanhava o ônibus para chegar ao Tietê até os detalhes dentro do barco. O clipe que vai ser exibido em Veneza dá uma boa idéia dessa intervenção urbana que articulava arte e cidade", diz Antonio Araújo, diretor do Teatro da Vertigem.

A 10ª Mostra Internacional de Arquitetura de Veneza fica em cartaz até 19 de novembro no Arsenale e Giardini della Biennale.


fonte: UOL

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.