sexta-feira, 28 de julho de 2006

Anima Mundi 2006 - S.Paulo

433 filmes em cinco dias

Photobucket - Video and Image Hosting
Cena de "Guide Dog", do diretor Bill Plymton - trechos do vídeo

A 14ª edição do Anima Mundi, festival internacional de animação que exibe este ano 433 produções de 40 países, pode ser vista até o dia 30, no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Entre os destaques deste ano, de diversas ténicas de animação, estão "Guide Dog", novo curta de Bill Plympton (que fez a vinheta e o cartaz do festival); o onírico "Tyger", do brasileiro Guilherme Marcondes; "Santa da Casa", de Allan Sieber, da Toscographics; "História Clássica com Final Feliz", da portuguesa Regina Guerra.

Entre os longas, está "Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock'n'Roll", com os personagens criados pelo cartunista Angeli, uma das maiores atrações do Anima Mundi. "Wood & Stock" deve entrar finalmente em cartaz este ano.

Photobucket - Video and Image Hosting
Cena do longa-metragem "Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock'n'Roll", de Otto Guerra


Angeli talvez seja um dos pais do rock brasileiro. Tudo bem que Roberto Carlos, Rita Lee e Raul Seixas vieram antes, mas para uma geração crescida sob a sombra da ditadura militar o cartunista paulistano foi um dos que melhor traduziram o que era a cultura do rock.

Com os personagens criados nas páginas da extinta revista "Chiclete com Banana", que editava por conta própria nos anos 80, ele foi inventando tipos para traduzir a fauna revelada com o fim da ditadura. Enquanto a Blitz e o rock carioca revelavam o prazer de ser jovem depois da abertura política, Angeli, nas suas revistas e na Folha, descortinava uma São Paulo pós-industrial cheia de defeitos de fabricação em forma de gente - o punk Bob Cuspe, a gótica boêmia Rê Bordosa, o paranormal Rampal e o gay Nanico. Cada figura criada pelo desenhista também encerrava uma tribo quase sempre ligada a um gênero musical.

Duas de suas criações saem das páginas do jornal para ganhar outros rumos. A dupla de velhos hippies Wood e Stock estrela o primeiro longa baseado na obra de Angeli, que será exibido amanhã no Anima Mundi. "Wood & Stock - Sexo, Orégano e Rock'n'Roll", do gaúcho Otto Guerra, reúne não apenas o núcleo bicho-grilo do título (a mulher Lady Jane, o filho Overall), mas quase todos os personagens criados pelo cartunista paulistano.

O outro lançamento são os livros que compilam as histórias do pré-adolescente Ozzy, filho da geração Nirvana, que era publicado pela Folhinha nos anos 90.

São quatro volumes ao todo, dois deles saem agora e os outros dois em novembro.

fonte: UOL

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.