sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Comum





Não sou de frases longas e meus suspiros são curtos.
É o medo de te perder entre o te quero e já tenho.

Vontade de fazer eterno o que não é pra sempre.

Quero ter angústia com a maior calma.
E saborear lentamente o gole sôfrego.

Não espere que eu não seja contraditória.
Sou muito comum.




imagem:CacacoCocoa

6 comentários:

Georgia disse...

Cris, bom dia!

Me lembrei de Clarice lendo essa pequena crônica que em poucas palavras disse tudo e disse muito nas entrelinhas.

Adorei este trecho: "Não espere que eu não seja contraditória.
Sou muito comum."

As nuvens desse outro lado do Atlântico estao calmas, melhorando a cada dia e os resultados foram ótimos.

Um bjao e bom domingo

Cris Caetano disse...

:)

Sim, estão mesmo, Ge, as nuvens daqui estão passeando tranquilamente sobre o Atlântico. E obrigada por ter sido comparada à Clarice. Ganhei meu dia.

Beijão

Fred Skill disse...

...Frases curtas...
Longos significados...
A imaginação voa...

(Mais um mote para mim. Obrigado!)
:))

Cris Caetano disse...

É por aí, Fred... :)

E que bom!

Beijinhos

Regina Coeli Carvalho disse...

Querida,
Quanta sensibilidade:

"Quero ter angústia com a maior calma."
.....
"Não espere que eu não seja contraditória."

Ter angústia com calma é coisa de gente grande!
Meu carinho.

Cris Caetano disse...

Obrigada, querida!

Eu sinto que cresci mesmo. :)

Beijão

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.