quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Estranhos conhecidos





Os sentidos aguçam minha curiosidade
Quem estará por trás de tal máscara?
Melancolias abstratas numa real ansiedade

Palidez fantasiada, a rubra carne devora
Ondas de gozo refrigeram a civilidade
Confusão derrotada pela infâmia tara

Rolam-se os dados pelos dedos grossos
Tempo avassalador de probabilidades
Realidade nua por entre sonhos ditosos

Acedam-se antes que morram temeridades
Momentos lívidos de sexo, no suspense, suspensos
Amor sem meias tiras nem metades

Venha logo!

Cristiano Melo in Braços Abertos
foto: Geoffroy Demarquet

4 comentários:

Cristiano Melo disse...

Cris,
Obrigado pela divulgação. E a foto simplesmente casou diretinho com o poema. Bom gosto dá nisso né?!
mil beijos e espero que seus leitores gostem do poema, tem muito mais.(risos).
Cris

Cris Caetano disse...

Foi um prazer, Cris.

Mas isso é só um cheiro. A divulgação continuará por aqui. Xá comigo... rsrsrs

Beijão

Marília disse...

Muito bom mesmo!

Cris Caetano disse...

Muito, Marília, eu ainda postarei outros.

Beijinhos

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.