segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Confusão



Você já se sentiu assim? Parece envolvida numa grande confusão? Pequenas coisas te afetam, grandes coisa te arrasam e nada parece fazer sentido? A cabeça parece um novelo emaranhado onde as idéias não se coordenam, tudo é difícil e triste, as novidades que se sucedem são sinistras e pertubadoras e você não encontra o prumo, o equilíbrio que te mantinha na normalidade e paz. Você perde a paciência, chora pelo outro, sente pena de si mesmo e nem assim o quadro se altera, você não deprime mas não consegue ficar feliz. Solta uma risadinha e depois o rosto murcha de novo.

Agosto, mês de desgosto... já diziam os antigos. E ainda falta tanto pro mês acabar.


foto: CacaoCocoa

1 comentários:

Raniere Melo disse...

Olá Cris, sei bem o que é esse emaranhado e claro que ele se dá de uma forma muito particular, mas uma coisa é fato, aprendi a olha-lo sob um novo ângulo. Ele é sinal de que saimos da sombra da indiferença, do piloto automático e estamos vivendo a nossa humanidade, que por si só ja é emaranhada. Ser humano também é ser emaranhado.
Abraçoss

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.