segunda-feira, 11 de março de 2013

Cadê o básico?






Ah, e os teatros, cadê? E o incentivo, cadê? Tinha que haver uma maior movimentação no Brasil, tinha que ter teatro nas escolas, criar plateia. Teatro não é só entretenimento, teatro mostra o retrato cultural do país. Você acaba deixando tudo na mão do público. E o público, com essa vida difícil, só quer ver comédia. Você não precisa assistir Romeu e Julieta e Hamlet todo dia, mas, um dia, você precisa ter vontade de ver. Você precisa entender um pouco de Shakespeare. Mas eu compreendo a razão de o povo não querer entrar num teatro e assistir três horas de Hamlet: ninguém ensinou. Tem que ter teatro nas escolas, tem que ter música nas escolas, é óbvio. Mas, amor, não tem nem merenda nas escolas, não tem professor nas escolas, como eu vou exigir que tenha teatro? O que eu estou exigindo hoje do meu país é saúde e segurança. Minha grande luta é essa, apesar de ser atriz e produtora. Eu adoraria poder exigir teatro, mas, me pergunto: como vou exigir teatro se não tem hospital, Jesus Cristo?

Luana Piovani



fonte:Estadão

2 comentários:

Luis Eme disse...

eu penso também dessa forma.

sem "escola" é impossível compreender os clássicos.

se bem que algumas encenações modernas ainda tornam tudo mais dificil.

fazer diferente, apenas porque sim, nem sempre resulta...

beijos Cris

Cris Caetano disse...

A educação de base é essencial na formação, mas com relação ao ensino público por aqui, isto não tem a menor importância. Depois criam-se cotas para o ingresso numa Faculdade e todo mundo fica feliz.

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.