segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Decepções





Qual o seu nível de decepção e de engano? Alto, baixo, médio? Será mesmo que a decepção está relacionada à expectativas criadas ou nos dias atuais o nível de falsidade aumentou tanto que é por isso que as decepções são em maior quantidade? A única certeza que tenho é que hoje me decepciono mil vezes mais (só para demonstrar a diferença) do que me decepcionava há 20 anos atrás.

Isto vem a propósito do seguinte texto que li ontem e dizia o seguinte: "O ser humano é o único animal que apronta e depois distorce toda a realidade para fazer a pessoa se sentir culpada pelo que fez." E alguém completava: "Ou então apronta e depois pede desculpa. Daí se você não aceita, você vira o fdp dos infernos que não sabe perdoar e não tem Deus no coração."

Eu acrescentaria: aí a pessoa muda e o que apronta fica muito chocado porque não entende o que fez para a pessoa ter mudado com ele. Eu acho isto o suprassumo do cinismo.

Coisas da vida...

6 comentários:

Beth/Lilás disse...

Mas existe mesmo gente assim, Cris.
Tive uma amiga que agia desta forma, acho que era bipolar, mas nunca me disse, claro, porém o jeito dela agir era este, ou seja, fazia algo que eu não gostava, mas se eu fizesse algo parecido ela ficava uma fera e se magoava, no entanto se eu dissesse que ela própria havia me magoado antes, não concordava e ficava irada. Geralmente pessoas assim, não conseguem mesmo enxergar as coisas se colocando no lugar das outras.
abraço carioca


Cris Caetano disse...

Pois...e é tão fácil ter consideração pelo próximo, né? Enfim...

Beijos e boa semana

Luis Eme disse...

felizmente não dou muito com gente assim, pelo que tenho dificuldade em falar disso, Cris.

às vezes penso que tenho um dispositivo de defesa que me protege de cínicos, hipócritas e invejosos.

acciona automaticamente e faz-me logo topá-los à distância e afastar-me.

beijos Cris

Cris Caetano disse...

Estou aprendendo a ser menos condescendente, Luis... eu sentia culpa em não desculpar, e vivia quebrando a cara, agora já estou mais consciente deste meu defeito. :)

Beijos

Daniel Aladiah disse...

Se fosse assim tão simples... não quer dizer que não haja quem "apronte" :) mas, para quase tudo, desde que uma pessoa seja honesta e séria, há sempre uma razão, que muitas vezes a razão desconhece, a não ser quando se consciencializa do que se passou... o mundo está cheio de mal entendidos porque a comunicação humana é sempre muito deficiente...
Beijo
Daniel

Cris Caetano disse...

É mais simples do que parece. Eu acho bastante fácil reconhecer um mal entendido, Daniel. :)

Obrigada pelo comentário.

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.