sexta-feira, 17 de março de 2006

Elmo nazista brasileiro

Pensei em colocar a expressão "nazi" como título, mas achei incompatível com a prática de esportes. O capacete modelo nazista nas imagens abaixo foi idéia dos holandeses, talvez uma homenagem equivocada ao Brasil e à Copa do Mundo.

Diz a notícia que a venda desses capacetes triplicou pela proximidade da Copa do Mundo na Alemanha, apesar de ser proibido usá-lo nos estádios holandeses. Não me admira a corrida a um acessório que foi utilizado pela última vez na 2a. Grande Guerra Mundial.

Não é possível ficar indiferente à idéia que considero bastante estúpida em reavivar a memória nazista através de símbolos como a bandeira brasileira, acho chocante.

Abaixo reproduzo a notícia palavra por palavra da notícia publicada no site da UOL e as imagens que ilustram a alegria de quem enfia o barrete na cabeça:

"As vendas de réplicas de capacetes nazistas de cor laranja para torcedores holandeses que forem à Copa do Mundo fizeram tanto sucesso que os produtores resolveram ampliar os negócios. A empresa lançou agora capacetes para torcedores de outros países, inclusive do Brasil.

Image hosting by Photobucket

A associação de futebol holandesa (KNVB) proibiu os capacetes antes de um amistoso entre Holanda e Equador neste mês, em Amsterdã, dizendo que eles são ofensivos. A proibição se aplica a todos os outros jogos que a equipe disputar em casa, entretanto a KNVB não tem poderes para proibí-los na Alemanha.

Depois da proibição, a venda dos capacetes triplicou. "Estamos pensando em enviar à KNVB um capacete dourado em agradecimento", disse o produtor dos capacetes, Florian van Laar, no começo da semana. "Isso é simplesmente uma brincadeira", completou.

Image hosting by Photobucket


A Alemanha, sede da Copa, lançou uma campanha para vender o país como uma nação vibrante de compositores, poetas, filósofos e inventores. Mas enfrenta problemas com uma minoria de torcedores estrangeiros obcecados com imagens da era nazista.

Para tentar mudar essa imagem, a Federação Alemã de Futebol (DFB) vai organizar um simpósio com o nome de "O Futebol sob a Cruz Gamada", nos dias 7 e 8 de abril.

A idéia é debater o papel dos clubes alemães durante o período, abordando também a responsabilidade social no esporte - tendo em vista a Copa do Mundo, que começa dois meses depois do evento.

Image hosting by Photobucket

O simpósio é mais uma iniciativa da DFB no caminho de tentar amenizar o seu passado. No final de 2005, foi criado o prêmio Julius-Hirsch - em homenagem ao primeiro judeu a vestir a camisa da seleção alemâ. Ele foi dado ao Bayern de Munique por iniciativas contra o racismo."


fonte: UOL

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.