segunda-feira, 28 de abril de 2014

Somos Todos Macacos





Eu já adorava o futebol do Daniel Alves, agora eu o admiro como pessoa.



"Se todos os cretinos voassem jamais veríamos o sol.

Mas, de quando em quando, volto a ter esperança na espécie humana. Isso acontece quando a ironia substitui a violência. De um animal agredido podemos esperar uma patada mas só do homem pode vir o deboche.

O gesto do jogador de futebol Daniel Alves comendo a banana que lhe foi atirada por um racista teve leitura planetária instantânea. Foram segundos mais fortes do que muitos seminários, simpósios, estudos científicos, campanhas de mobilização contra o racismo. Na leveza e simplicidade da atitude do atleta nos revemos todos nós que acreditamos que há várias maneiras de dar a outra face sem, por isso, levar dois estalos.

Daniel Alves deveria por isso ganhar o título de publicitário do ano. A sua dentada na banana associada a frase “Somos Todos Macacos” tornou-se numa das mais bem conseguidas acções de propaganda que tenho memória. E uma prova de que as redes sociais servem para mais coisas além de serem território livre para atrasados mentais destiladores de ódio.

Ou como diria o meu Tio Olavo: “Incluindo o Tarzan, somos todos macacos”." Edson Athayde





foto: Globo Esporte

2 comentários:

Luis Eme disse...

acho-o demasiado "teatreiro", assim como a maior parte dos jogadores do Barcelona.

são artistas com e sem bola, bons a falsear faltas.

agora em relação à cena da banana, deu a melhor resposta que alguém poderia dar às "bestas" que enchem as bancadas dos estádios.

beijos Cris

Cris Caetano disse...

Ah, sempre entro em delírio com os passes dele no Barcelona, sou fã de carteirinha, dele e do Barça.

Né? Foi um tapa na cara do racismo.

Beijos, Luis e boa semana!

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.