terça-feira, 13 de novembro de 2012

Desperdício





‎(...) porém como dizia Clarice Lispector,
“Um dia tinha se passado vinte anos”
Um dia terão se passado quarentas anos,
cinqüenta anos,
e a gente não vai nem saber que viveu,
por que viveu , como continua vivendo.
“Desperdício”
é uma das palavras que mais detesto em nossa língua
e em nossa realidade, desperdício de comida,
de dinheiro,
de esforço,
e de vida.
Desperdício dos afetos, quando enganamos ou traímos.
Quando somos irresponsáveis feito adolescentes eternos,
e não acho graça nenhuma nisso.
Atitudes de crianças e de adolescentes são toleráveis e até graciosas,
na idade devida.
Depois ficam chatas, ficam inconvenientes, ficam burras.



Lya Luft

2 comentários:

Luis Eme disse...

sim, Cris.

somos quase todos bons a desperdiçar a vida...

beijos

Cris Caetano disse...

O ser humano é muito bobo, Luis.

Bom finds!

Beijos

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.