quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A Casa






Deixaste-me num dia de outono quase inverno. Sem avisares e sem que pudesse prever. A casa fortaleza ficou igual um tempo. Igual por fora e gelada por dentro.
Os dias passaram e tudo mudou. Da casa restam as paredes, ainda altivas, mas no chão só existem pedras. Entre as pedras o teu coração.
Mais tarde percebi que a casa eras tu. E apressei-me a ir buscar, entre as pedras, o teu coração, que voltei a colocar no meu peito. Para te aquecer.
Foi então que saíste de mim e voaste...


fonte:Maria in O Cheiro da Ilha

2 comentários:

Maria disse...

Cris!!!!!
Acho a fotografia linda!

Beijinhos
:)

Cris Caetano disse...

:)

Beijinhos, Maria

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.