quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Saber





Saber o Momento que é uma Vida na eternidade do Tempo. Saber do corpo que me espera e me abra em flor. Saber do amor renovado a cada noite. E do vento que me sopra no cabelo. Saber que o mar está ali e o cheiro a sargaço vem ter comigo. Saber que a vida se pode transformar num vulcão. E que o fogo se acende a cada abraço por dar. E que a saudade fica sempre por matar. Saber que o que sinto não se pode explicar. E que o meu coração apenas sabe amar. Saber...

Sinto-te tanto, com mar entre nós...

Maria in O Cheiro da Ilha


n.r.: há pessoas que me encantam pela sensibilidade e pela força, e a Maria me encantou primeiro assim, e depois, pessoalmente, me encantou ainda mais.

4 comentários:

Maria disse...

Gente...
Acredita que comecei a ler o post e só o reconheci no fim da primeira frase...

Beijinho, Cris.
(um dia vou ter contigo ao Errejota, se não vieres cá... :)))) )

Cris Caetano disse...

Só tu... rsrsrs

Venha, venha... vou amar! :))))

Beijinhos

Luis Eme disse...

como eu percebo a Maria, Cris, às vezes o que escrevemos soa-nos familiar mas ainda ficamos na dúvida sem fomos nós que escrevemos.

beijos para as duas eternas apaixonadas

Cris Caetano disse...

Sem dúvida, Luis. :)

Beijos e bom finds!

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.