quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Os dez mandamentos da nova ortografia






1º - Amar a língua portuguesa sobre todas as disciplinas;

2º - Não usar linguiça, frequência e cinquenta com trema;

3º - Guardar, por determinado período, a forma para compreender a reforma;

4º - Honrar as pronúncias das palavras mesmo após a queda do trema;

5º - Não matarás o hífen de palavras em que o prefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento: micro-organismo, eletro-técnica, anti-inflamatório, etc;

6º - Guardar que não se emprega o hífen nos vocábulos derivados por prefixação, cujo prefixo terminar em vogal e o segundo elemento iniciar-se por consoante: extracorpóreo, semimetal, neoliberal, etc;

7º - Não roube injustamente o acento de palavras como: niterói, chapéu, etc, pensando estar respaldado na nova ortografia;

8º - Não levantar falsas grafias ou pronúncias, "jogando" a culpa na reforma ortográfica;

9º - Guardar as novas regras nos pensamentos e desejos;

10º - Não cobiçar as línguas dos outros, pelo fato de a nossa ser complexa.


fonte:email

4 comentários:

Maria disse...

Adorei os mandamentos. Mas confesso que a palavra fato aqui é um terno daí, e o fato daí é um facto daqui (o 'c' lê-se)...

Beijinhos, Cris.

Cris Caetano disse...

Sim, e um terno aí é um sofá com duas poltronas, não é fantástico? A mesma língua tem palavras iguais com significados diferentes. :)

Beijinhos

Georgia disse...

Cris, eu já nao sei mais nada da minha própria língua com tantas mudancas e por só escrever português no blog, ai meu Pai...me socorre, rs.

Bjao

Cris Caetano disse...

hahaha Relaxa, não tem outro jeito!

Beijão

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.