terça-feira, 12 de outubro de 2010

Marguerite e Caetano



Ausente, a tua figura aumenta a ponto de encher o universo. Passas ao estado fluído que é o dos fantasmas. Presente, ela condensa-se; atinges as concentrações dos metais mais pesados, do irídio, do mercúrio. Morro com esse peso quando ele me cai sobre o coração.







Marguerite Yourcenar

2 comentários:

Maria disse...

Vamos lá olhar para ti, sorrir e ir em frente!
Já chega do resto, Cris.

Beijinho.

Cris Caetano disse...

Tô olhando, tô olhando, eu juro. :)

Beijinhos

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.