terça-feira, 10 de novembro de 2009

Blogagem coletiva

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen




Publicado pela primeira vez, em 1813, Orgulho e Preconceito é considerado o romance mais popular de Jane Austen. A obra retrata a vida pacata em uma sociedade rural da Inglaterra (Hertfordshire) daquela época.

O principal personagem do livro é Elizabeth Bennet, uma mulher jovem e bonita, dona de uma mente rápida e língua afiada. A irmã mais velha de Elizabeth é Jane, tão doce quanto Elizabeth, mas com a indicação de que é ainda mais atraente. O Sr. Bennet, o patriarca da família, é um excêntrico, que passa a maior parte do seu tempo refugiado em seus estudos para escapar de uma mulher irritante, se divertindo com comentários sarcásticos sobre a família toda, pricipalmente sobre a personalidade de sua mulher. Mary é a irmã sem graça, apaixonada por livros e as outras, Lydia e Kitty, paqueradoras e apaixonadas por homens de uniforme.
A Sra. Bennet, uma mulher que adora dizer que tem problemas de nervos, tem como preocupação principal, talvez a única, arranjar bons casamentos para as filhas, até porque o patrimônio da família corre perigo com a falta de homens na família, já que o primo mais próximo, Sr. Collins herdará todo o patrimônio no caso da morte do Sr. Bennet.
Quando o Sr. Bingley, um solteiro rico, passa a morar na mansão vizinha à dos Bennet, a família Bennet começa a ficar agitada pela possibilidade de concretizar um bom casamento com uma das cinco irmãs. Jane logo parece que conquistará o novo vizinho, ao mesmo tempo em que Elizabeth conhece o bonito e arrogante Sr. Darcy, e depois de muitos desentendimentos entre Elizabeth e o Sr. Darcy, a constância de seus encontros mudará a vida desses personagens.



0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.