sexta-feira, 30 de janeiro de 2009


quero fugir desta teia em que delirantemente me enredo. buscando - a cada
momento - a razão deste sentir que magoa e dói. alucinada, repito. quero_te.
e não te_quero. porque tu não existes. a não ser na minha memória e da forma
como te_quero. tu és um pássaro. de asas viajantes. olhos de verde lago. garras
que me dilaceram por dentro. onde tu não vês.


O´Sanji
foto: Anke Merzbach

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.