quarta-feira, 30 de janeiro de 2008


É Carnaval! Vou bater em retirada seguindo os blocos que aparecerem nas ruas do Rio de Janeiro. Eu volto! Mas só no fim da próxima semana. Bom Carnaval!



O rei mandou cair dentro da folia
E lá vou eu e lá vou eu
O Sol que brilha nessa noite vem da Ilha
Lindo sonho que é só meu

Vem, vem amor!
Na poesia vem rimar sem dor
Na fantasia, vem colorir
Que a vida tem mais cor

Vem na magia
Me beija nesse mar de amoooooooooor
Vem, me abraça mais
Que eu quero é mais
O teu coraçãããããããoooooo

Eu vou tomar um porre de felicidade
Vou sacudir, eu vou zoar toda cidade
Eu vou tomar um porre de felicidade
Vou sacudir, eu vou zoar toda cidade

Eh! Boi Ápis
Lá no Egito, festa de Ísis
Eh! Deus Baco, bebe sem mágoa
Você pensa que esse vinho é água?

É primavera!
Na lei de Roma, a alegria é que impera
Oh! Que beeeeeleeeeeza!
Máscara negra lá no baile de Veneza

Oi joga água que é de cheiro
Confete e serpentina
Lança perfume no cangote da menina
Oi joga água que é de cheiro
Confete e serpentina
Lança perfume no cangote da menina



terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Assédio sexual em transporte coletivo

México cria ônibus feminino para acabar com assédio


A Rede de Transportes de Passageiros (RTP) da Cidade do México criou ônibus exclusivos para mulheres, em uma tentativa de conter o assédio sexual às passageiras, segundo disse à BBC Mundo a diretora da RTP, Ariadna Montiel.

O serviço recém-inaugurado opera em duas rotas e está sendo testado em outras, mas a expectativa é de que dentro de três meses ele opere em 15 das 88 rotas de ônibus da capital mexicana.

No metrô, que transporta quase 12 milhões de passageiros por dia, os vagões exclusivos já existem.

Os ônibus da RTP transportam apenas 750 mil passageiros por dia, mas no ano passado a empresa recebeu sete denúncias de assédio. Montiel afirma que o número pode parecer baixo, mas que um caso já seria suficiente para que fosse tomada uma atitude.

Mais seguras
Para viajar em um ônibus exclusivo para mulheres é preciso esperar um pouco mais de uma hora. Além de serem poucas unidades, o tráfego da cidade não permite o fluxo constante.

No entanto, ao entrar no ônibus a primeira vantagem que se percebe é o espaço. Todas as passageiras iam sentadas, algumas conversando, outras falando ao telefone, ouvindo música ou lendo. Marisela, mãe de três filhos, subiu com eles no veículo e encontrou lugar para todos sem problemas.

O marido dela permaneceu no ponto, esperando o ônibus regular, e ia se unir à família mais tarde.

"Há mais segurança, sobretudo para as crianças porque os homens não têm muito cuidado", disse ele.

Em geral, as mulheres entrevistadas pela BBC Mundo estão satisfeitas com o início do serviço. "É muito cômodo e mais seguro", disse uma delas.

Transporte na capital
Na Cidade do México as pessoas precisam, em média, de duas horas por dia para mover-se de um local a outro, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, Geografia e Informática (INEGI).

O serviço de transporte mais utilizado nas ruas da cidade é o microônibus que, aos poucos, vem atraindo passageiros do metrô. O serviço já registra 4,5 milhões de usuários diários em 12 rotas.

Os "micros" - como são chamados - transportam seis vezes mais pessoas do que os ônibus, mas são considerados o pior transporte na cidade.

As queixas são, principalmente, contra a forma de dirigir dos 57 mil motoristas. Em uma rota de 12 km percorrida pela repórter da BBC Mundo, o motorista ultrapassou sete sinais vermelhos indo a uma velocidade de quase 80 km por hora, e o veículo apresentava problemas mecânicos.

n.r.: É, pode ser. E será que o motorista é mulher?


fonte:BBC Brasil

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

É Carnaval

Vai ser complicado andar pelos blocos e aqui no blog ao mesmo tempo, mas vou me esforçar, prometo!




fonte:YouTube - GB Bloco

Miss Brasil não vai usar fio-dental no Carnaval


A miss Brasil 2007, Natália Guimarães, não vai usar fio-dental no desfile de Carnaval do Rio deste ano. "Avisei que não quero nada [do corpo] de fora", afirmou ela à coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo de hoje.

Ela, que será rainha da bateria da Unidos de Vila Isabel, tem feito aulas de samba. "É na base da porrada. A professora bate na perna da gente, dá uns soquinhos no quadril pra remexer", diz. Sobre os trajes para o evento, ela revela: "Não vai ter fio-dental, mas não será careta".

Para este ano, o desfile da Unidos de Vila Isabel terá como enredo o tema "Trabalhadores do Brasil". A agremiação vai desfilar no dia 4 de fevereiro, segunda-feira, entre 0h15 e 1h.

De acordo com o site da escola, o enredo tem o objetivo de pôr fim ao "mito da indolência nacional, segundo o qual o brasileiro é um sujeito preguiçoso, indolente e avesso ao trabalho".

"O trabalhador brasileiro será visto no enredo como sujeito ativo da sua própria história, não como um sofredor, um 'pobre coitado', um sujeito pacífico que a tudo aceita passivamente", diz escola.

n.r.: Será que ela vai desfilar de burca? A ver vamos.


fonte:Folha Online

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Urso "psicopata"

Knut tem comportamento "psicopata", diz zoólogo alemão


Eu sei que avisei a alguns amigos que só ia voltar a postar na próxima terça-feira, mas depois de ler esta notícia, eu não podia deixar de vir aqui para me solidariezar com o Knust, que pra mim, anda sofrendo de um preconceito imenso nesse mundo de Deus.

O que queriam de um urso que foi abandonado desde a tenra idade pela mãe e quase assassinado? Que tivesse uma cabeça boa? Que é isso? Onde anda a compreensão desses seres humanos? Knust é um exemplo de volta por cima. Quem nunca passou por momentos de stress que atire a primeira pedra. Quem nunca passou por períodos na vida onde a ficar só servia para refletir sobre os problemas do coração? Sabem lá se ele não curte uma paixão por uma ursinha que não o quer? Psicopata é demais.

. . .


Um zoólogo alemão afirmou que o famoso urso polar Knut tem um "comportamento psicopata", e que provavelmente nunca vai se acasalar.

Segundo o zoólogo Peter Arras, o urso, que foi criado por humanos, não aprendeu com sua mãe qual é o cheiro de uma fêmea e, por isso, "não vai saber o que fazer quando for colocado com uma ursa".

Arras criticou duramente os métodos do zoológico de Berlin, onde Knut foi criado a mamadeira depois de ser rejeitado pela mãe. Segundo o zoólogo, o urso mostra um comportamento que seria classificado de "psicopata" no mundo animal.

O urso de um ano de idade parece triste e balança a cabeça freqüentemente, de maneira incomum a ursos normais, de acordo com Arras.

A declaração polêmica foi feita um dia antes do zoológico de Nuremberg anunciar a estratégia de transformar sua ursinha polar chamada "Flocke" (floco, em alemão) em garota-propaganda. A ursa também foi rejeitada pela mãe e está sendo criada por funcionários do zôo da cidade no sul da Alemanha.

De acordo com a prefeitura de Nuremberg, mais de 200 empresas querem usá-la como garota-propaganda para seus produtos. Um porta-voz disse que "principalmente fabricantes de brinquedos e de roupas e editoras de livros" mostraram interesse.

O zoológico registrou a marca "Flocke" e "Eisbär Flocke" (urso polar Flocke) e espera lucrar com a filhote - como no caso do famoso urso Knut, de Berlim, que ganhou até programa na televisão.

Segundo o psicólogo alemão Peter Walschburger, os filhotes de urso polar são tão populares porque o público sabe que eles sobreviveram em uma situação difícil.

Além disso, as feições infantis e o contraste do pêlo branco com a natureza ao seu redor atraem a atenção e a simpatia das pessoas.


fonte:BBC Brasil

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Protejam os bichos estranhos

Estudiosos alertam: Salamandra gigante e sapo minúsculo podem desaparecer


Uma salamandra chinesa surgida antes do "Tyrannosaurus rex" e o menor sapo do mundo integram um grupo de anfíbios raros e extremamente ameaçados, grupo esse que, segundo cientistas disseram na segunda-feira, precisa de proteção urgente a fim de sobreviver.



A salamandra, que é cega e consegue sobreviver durante dez anos sem comer nada, e um sapo púrpura que passa a maior parte de sua vida enterrado a 4 metros de profundidade fazem parte também de uma lista da Sociedade Zoológica de Londres com os dez anfíbios mais ameaçados do mundo.

"Essas espécies são os 'canários da mina de carvão' - são altamente sensíveis a fatores como as mudanças climáticas e a poluição, que podem provocar a extinção delas, e provêem um alerta contundente a respeito do que está por vir", disse Jonathan Baillie, chefe do grupo de cientistas chamado Edge.

O Edge, sigla em inglês para "Especiais do Ponto de Vista Evolucionário e Ameaçados Globalmente", é um projeto nascido um ano atrás para identificar e começar a proteger as criaturas mais estranhas e admiráveis da natureza.

Ao passo que os esforços da entidade no ano passado concentraram-se nos mamíferos em risco, os deste ano voltaram-se para os anfíbios negligenciados.

"Esses animais podem não ser bonitinhos ou fofinhos. Mas esperamos que a aparência estranha e o comportamento bizarro deles inspirem as pessoas a ajudarem na sua preservação", disse Helen Meredith, chefe da seção de anfíbios do Edge.

O projeto não apenas tem por alvo espécies únicas, como também representa uma inovação por usar a internet (no site www.zsl.org/edge) a fim de chamar a atenção para os animais ameaçados e solicitar apoio das pessoas para que sejam protegidos.

n.r.: Bichinho econômico: dez anos sem gastos em alimentação. Link dos anfíbios no site Edge, www.zsl.org/field-conservation/news/edge-amphibians


fonte:Reuters

Surrealismo pop de David LaChapelle - S.Paulo

"Heaven to Hell - Belezas e Desastres", no MuBE


De 23 de janeiro a 5 de fevereiro, o MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) recebe a exposição "Heaven to Hell - Belezas e Desastres", uma coleção de fotografias e videoclipes do cultuado David LaChapelle.


"The House at the End of the World" (2005)


Nascido em 1963, LaChapelle tornou-se famoso por suas imagens de cores fortes e grandes doses de surrealismo, unindo de forma bem-humorada referências do barroco, pop e kitsch. Seu primeiro emprego como fotógrafo foi oferecido por Andy Warhol, em 1984, que então editava a revista "Interview".


"Sermon" (2003)


O trabalho de LaChapelle teve admiradores do porte dos fotógrafos Richard Avedon e Helmut Newton - o último afirmou ser LaChapelle o "único que o fazia rir" na fotografia contemporânea.


"Death by Hamburger" (2001)

Na mostra do MuBE, estarão expostas 25 fotografias divididas em retratos de famosos (Courtney Love, Madonna, Marilyn Manson e Angelina Jolie, entre outros) e composições com modelos anônimos feitas por encomenda para revistas ou campanhas publicitárias.

O contraste é uma constante nos trabalhos, que várias vezes se utilizam do recurso de contrapôr personagens singelas a ambientes caóticos. Em uma das fotos, a famosa imagem da "Última Ceia" é reencenada por um Jesus cercado de rappers e figuras urbanas.

Outra parte da exposição é dedicada aos videoclipes dirigidos por LaChapelle. Atuando no ramo desde 1994, o fotógrafo já trabalhou com uma respeitável lista de artistas, e serão exibidas suas criações para Jennifer Lopez ("I'm Glad", 2003), Gwen Stefani ("Rich Girls", 2005), Christina Aguilera ("Can't Hold Us Down", 2003, e "Dirty", 2002), Moby ("Natural Blues", 2000), Macy Gray ("She Ain't Right for You", 2003), No Doubt ("It's My Life", 2003) e Elton John ("This Train Don't Stop There Anymore", 2001).


"Alexander McQueen: Burning Down the House" (1996)


Também será exibido o documentário "Rize", que abriu o festival de cinema de Sundance em 2005. Nele, LaChapelle retrata o "krumping", estilo de dança frenético dos subúrbios de Los Angeles.

DAVID LACHAPELLE, "HEAVEN TO HELL - BELEZAS E DESASTRES"
» Onde: MuBE
- av. Europa, 218, Jardim Europa, São Paulo (um serviço de vans transportará visitantes do estacionamento coberto do Shopping Iguatemi para o museu diariamente, a partir das 13h)
» Quando: de 24 de janeiro a 5 de fevereiro, terça a domingo das 10h às 19h
» Quanto: grátis


fonte:UOL

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Amitié


Amitié Virtuelle é o mais novo carinho que os autores de blog estão trocando entre si.

Sou uma pessoa sensível, não dessas que chora por tudo e por nada, mas do tipo que se emociona com coisas simples mas que têm muito valor. E uma das coisas que me emociona e muito é o afeto, o carinho verdadeiro que uma pessoa tem pela outra. A Sininho, que mora no meu coração (expressão que costumo usar para as pessoas de quem gosto profundamente) é uma pessoa que já há algum tempo considero amiga, e que conseguiu me deixar emocionada com mais esse novo gesto de amizade. Obrigada, Sininho!

Amizade é um sentimento caro, raro, que não consigo sentir por qualquer um. Respeito as pessoas por suas idéias (compartilhando ou não as mesmas impressões), talvez por isso tenha pouquíssimas amigas e amigos, mas todos com personalidade forte, e vale o mesmo para o universo virtual; mas conhecidos, isso, nossa, tenho muitos, porque não sou tímida e porque falo muito e adoro conversar.

Também nunca "perdi tempo" pensando em por que fico amiga de alguém, só consigo sentir e a coisa acontece naturalmente.

A Sininho escolheu 3, e eu vou escolher 5, e fica por conta de cada uma delas a quantidade na escolha, ou não. E são eles por ordem alfabética (depois da Sininho, que é a amiga especialíssima):

Sininho - Ecos da Falésia
Andrea - Borboletas ao Luar
Eduardo - Inconsciente e-coletivo
Mike - Atrás de um Olhar
O'Sanji - Plan(o)alto

Os que foram escolhidos, não tem a ver com a frequência com que comentam, o motivo transcende a lógica. É como eu disse antes, o "gostar" não se explica, só dá para sentir, ou seja, gosto porque gosto, simples assim. Além disso, a corrente não é obrigatória, aliás, quem me conhece, sabe que não obrigo ninguém a nada. Vivas à liberdade!

Sobre Florbela Espanca


Sempre que coloco aqui no Nuvens algum soneto de Florbela Espanca, percebo que a poesia dessa mulher toca fundo a todos, homens e mulheres.

Não sei exatamente em que ano tomei conhecimento de sua obra, mas o primeiro livro que ganhei a seu respeito, foi de minha tia, irmã mais velha de minha mãe que me conhece o suficiente para me dar sempre presentes de sonho; e foi assim que passei a ter o livro "Florbela Espanca - Fotobiografia por Rui Guedes", Publicações Dom Quixote - Portugal e Livraria Paisagem - Brasil. Nesse livro, Rui Guedes reúne fotos (muitas) de Florbela, assim como todos os documentos, lugares e pessoas que estiveram ligados a ela durante toda a sua vida. E como ele próprio ressalta: "...a sua vida, e mesmo antes e depois dela."

Depois desse, ganhei o livro "Florbela Espanca - Sonetos", da Bertrand Editora, de um apaixonado, digamos assim, por mim e por Florbela. Neste livro estão incluídos todos os sonetos publicados em "Livros de Mágoas", "Livro de Soror Saudade", "Charneca em Flor" e "Reliquiae", além do estudo crítico de José Régio, escritor português, nascido em 1901, em Vila do Conde. E é sobre alguns trechos desse estudo crítico que pretendo aqui compartilhar. José Régio começa seu estudo chamando a poesia de Florbela de poesia viva. Então, vamos a isso:

"Literatura viva é aquela em que o artista insulflou a sua própria vida, e por isso mesmo passa a viver de vida própria. Sendo esse artista um homem superior pela sensibilidade e inteligência, e pela imaginação, a literatura viva que ele produza será superior; inacessível, portanto, às condições do tempo e do espaço. Ora, não é verdade que perfeitamente se ajusta o essencial destes dizeres à obra de Florbela?
Eis o que desde o início pretendo frisar: a obra de Florbela é a expressão poética de um caso humano. Decerto para infelicidade da sua vida terrena, mas glória do seu nome e glória da poesia portuguesa. Florbela viveu fundo esses estados quer de depressão, quer de exaltação, quer de concentração em si mesma, quer de dispersão em tudo, que na sua poesia atingem tão vibrante expressão. Mulheres com talento vocabular e métrico para talharem um soneto como quem talha um vestido; ou bordarem imagens como quem borda a missanga;..."

"Mas voltemos atrás: ao tempo em que Florbela nascia e nascia Mulher. Donde vinha, vindo a este mundo? Mais tarde se revelará na sua poesia, como uma verdadeira intuição obsessiva e não o capricho literário que também é, o pós-sentimento de ter vivido em outros mundos, em outras vidas, em outros países: de ter sido não só quaisquer das figuras romanescas sonhadas pela fantasia dos poetas ou vitralizadas pela história e a lenda - princesa, infanta, monja - mais ainda árvore, flor, pedra, terra; senão nuvem, som, luz..."

"Impossível lermos Florbela Espanca sem reconhecermos uma sua inquietação, uma sua insatisfação, que vão se manifestando como irremediáveis. Foi ao que chamei a sua insaciabilidade. A princípio, ou de longe em longe através de toda a sua obra, decerto ainda alvorecerem os sonhos e as expectativas, ou chispam as rubras horas de sensualidade feliz, ou resplandecem momentâneos oásis de orgulhosa plenitude. Muito poderosos (ou muito violentos) são os instintos pagãos de Florbela. Ainda bem que se não temeu ela de os cantar em versos de admirável intensidade!"

"Numa personalidade contraditória e rica (pelo menos aparentemente contraditória), e 'sendo a si tão contrário o mesmo amor' segundo Camões, decerto seriam compreensíveis tais fluxos e refluxos do sentimento, tal diversidades de atitudes, se novos dados não viessem reforçar a hipótese que estou desenvolvendo: impossibilidade de Florbela achar satisfação no amor. Um é esse mistério do desencontro que já impressionou Jorge de Sena. Versos como aqueles - os mais ardentes ou os mais espirituais - que ora realmente são, ora só o parecem, de encontro amoroso, várias outras poetisas os escreveram; embora sem a superioridade literária dos de Florbela. Já de modo nenhum me parecem correntes versos como estes:

Tens sido vida fora o meu desejo
E agora, que te falo, que te vejo,
Não sei se te encontrei ... se te perdi ...


ou:

Deus fez-me atravessar o teu caminho ...
- Que contas dás a Deus indo sozinho,
Passando junto a mim, sem me encontrares?


ou:

E eu ando a procurar-te e já te vejo! ...
E tu já me encontraste e não me vês! ...


E entre muito mais sobre Florbela Espanca, José Régio termina o seu estudo crítico com as seguintes palavras: "O seu nome é hoje glorioso, e a sua glória não é das que duram o dia em que nascem".

. . .


"É esta a história da minha tristeza. História banal, como quase toda a história dos tristes." - Florbela Espanca



fonte:"Flobela Espanca - Sonetos", Bertrand Editora

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008





Eu tenho pena da Lua!
Tanta pena, coitadinha,
Quando tão branca, na rua
A vejo chorar sozinha!...

As rosas nas alamedas,
E os lilases cor da neve
Confidenciam de leve
E lembram arfar de sedas

Só a triste, coitadinha...
Tão triste na minha rua
Lá anda a chorar sozinha ...

Eu chego então à janela:
E fico a olhar para a lua...
E fico a chorar com ela! ...



Florbela Espanca
foto: Hanne Piasecki

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


I Bruise Easily


My skin is like a map
of where my heart has been
And I can't hide the marks
but is not a negative thing
So I let down my guard
drop my defenses down by my clothes
I'm learning to fall
with no safety net to cushion the blow
I bruise easily
So be gentle when you handle me
There's a mark you leave
Like a love heart caved on a tree
I bruise easily
Can't scratch the surfaces
without moving me underneath
I bruise easily
I find your fingprints
on a glass of wine
Do you know you're leaving them
all over this heart of mine too
But if I never take this leap of faith
I'll never know
So I'm learning to fall
with no safety net to cushion the blow
I bruise easily
So be gentle when you handle me


Natasha Bedingfield
foto: David Swanson

Concurso de Fotografia Avistar 2008

Concurso de fotografia de aves brasileiras, o Avistar, abre incrições para edição de 2008


Se você gosta de fotografar pássaros, vai gostar da novidade: o Concurso "Avistar-Itaú BBA de Fotografia - Aves Brasileiras", que premia imagens de espécies em liberdade, se prepara para a edição 2008. As incrições ficam abertas de 20 de janeiro a 25 de março pelo site do evento, que está na segunda edição (a primeira aconteceu em 2007).



O concurso inclui trabalhos de fotógrafos amadores e profissionais, que concorrem em três categorias: Melhor Foto (escolhida pela qualidade fotográfica), Melhor Registro (interesse ornitológico, raridade e o momento da foto) e Primeiras Aves (para fotógrafos iniciantes). Os fotógrafos selecionados dividirão um prêmio estimado em R$ 62.000. Além dos três primeiros premiados em cada categoria, estão previstas 24 menções honrosas, e também três prêmios especiais, definidos a critério do júri.



A comissão julgadora será composta por Josep Del Royo, editor e criador da enciclopédia Handbook of Birds of the World e membro do Conselho Mundial da BirdLife International; Marcos Sá Corrêa, jornalista e fotógrafo, editor da revista Piauí e do site O Eco; e Luiz Fábio Silveira, professor do departamento e do Museu de zoologia da Universidade de São Paulo. A comissão técnica será composta por Millard Schiller, Hilton Ribeiro e Luis Fernando Figueiredo.



Os trabalhos vencedores serão exibidos em evento do Avistar 2008 (Encontro Brasileiro de Observação de Aves),no Parque Vila-Lobos de São Paulo, que será realizado entre os dias 22 e 25 de maio.

INSCRIÇÕES PARA O 2º CONCURSO AVISTAR-ITAÚ BBA DE FOTOGRAFIA "AVES BRASILEIRAS"
» Onde: No site www.avistarbrasil.com.br/concurso
» Quando: de 20 de janeiro a 25 de março


fonte:UOL

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

A identidade de "Monalisa"

Foto divulgada pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha, mostra anotações de 1503 que revelam a identidade da "Monalisa" de Leonardo Da Vinci. Ela seria mesmo Lisa del Giocondo, mulher de um comerciante.



. . .


Uma equipe de cientistas alemães da Universidade de Heidelberg alega ter acabado com o mistério sobre a identidade da "Monalisa", o retrato mais famoso de Leonardo da Vinci, e confirmou a tese mais divulgada que se trata de Lisa del Giocondo.

A Universidade anunciou que a verdadeira identidade da Monalisa foi descoberta há mais de dois anos pelo especialista em manuscritos Armin Schlechter, que certificou que a mulher do misterioso sorriso é Lisa Gherardini, mulher do poderoso mercador florentino Francesco del Giocondo.

Schlechter baseou suas afirmações em uma fonte descoberta durante os trabalhos de catalogação do fundo documentário da Universidade de Heidelberg na hora de preparar o registro de incunábulos (livros impressos que datam dos primeiros tempos da imprensa, ou seja, até o ano de 1500).

Uma edição de Cícero impressa em 1477 contém uma anotação do funcionário da chancelaria florentina Agostino Vespuci na qual compara Leonardo da Vinci com Apeles, o grande pintor da Grécia Antiga.

A anotação de Vespuci, datada de outubro de 1503, destaca que Da Vinci trabalhava naquele momento na realização de um retrato de Lisa del Giocondo.

A nota marginal de Vespuci possibilita a exata datação da obra e confirma as afirmações de Giorgio de Vasari, que em 1550 foi o primeiro a identificar por escrito a identidade da Monalisa.

Vasari (1511-1574), um alto funcionário da época, publicou em 1550 um catálogo artístico no qual figurava a "Monalisa", obra que datava de entre 1503 e 1506.

Dado que Giorgio de Vasari era considerado pouco confiável, que seu catálogo foi publicado quase 50 anos depois que o quadro foi pintado e que o próprio Leonardo da Vinci nunca mencionou o retrato, até agora se tinha posto em dúvida o que agora parece a identidade definitiva da Monalisa.


fonte:UOL E Folha Online

Roedor gigante

Uruguaios descobrem fóssil do maior roedor do mundo




Uma equipe de cientistas uruguaios anunciou o descobrimento de restos fossilizados do maior roedor conhecido do mundo.

De acordo com artigo publicado na revista especializada britânica "Proceedings of the Royal Society, Biological Sciences", os pesquisadores calculam que o animal, que batizaram de Josephoartigasia monesi, pesava quase uma tonelada.

O crânio do roedor, que mede cerca de 50 centímetros de comprimento, foi descoberto por um paleontologista amador há vários anos, na região do Rio da Prata.

O fóssil permaneceu durante três anos no Museu Nacional de História Natural e Antropologia, na capital uruguaia, Montevidéu, até que fosse analisado.

Acredita-se que o animal, cujo tamanho pode ter sido semelhante ao de um hipopótamo moderno, viveu há cerca de 4 milhões de anos.

Vegetariano



Os dentes mediam vários centímetros de comprimento, mas tudo parece indicar que se tratava de um animal vegetariano.

"Muita gente pensa que os ratos são animais horríveis", disse Rudemar Ernesto Blanco, um dos integrantes da equipe chefiada pelo biólogo Andrés Rinderknecht.

"Mas acho que este roedor se parecia mais com uma capivara sul-americana", acrescentou.

A capivara (Hydrochoerus hydrochaeris) é o maior roedor dos nossos dias, mas é muito menor do que o seu possível parente pré-histórico: tem apenas 1,5 metro de comprimento e só chega a pesar cerca de 60 quilos.


fonte:BBC Brasil

terça-feira, 15 de janeiro de 2008



Tinhas a pele arrepiada pelo sentimento. Os olhos rasos de contentamento. A vida trazias nas mãos abertas. E o fruto do nosso encontro era uma alma cheia de presente, sem medo do futuro e sem necessidade de olhar o passado.
Querias-me assim como eu te queria. Eternamente. Que era o mesmo que dizer, enquanto durasse. O nosso eterno era o momento, pleno, e não havia promessas feitas ao entardecer. O que dávamos estava em todos os gestos, em todos os olhares, no encontrar dos corpos. Nada de planos para o futuro, nada de palavras vãs para encher o vazio. Não existia o vazio.
Mas quando olhávamos para nós sentimo-nos cheios de mais. A sonhar o que não podíamos ter uma vida inteira. Não acreditávamos que a vida se desse assim, como uma fruta fresca em pleno verão. Estranho o destino humano. Tudo o que é bom demais faz-nos afastar, evitar. Nem sequer tocamos com o medo de estragar. Para que nada mude, não chegamos a viver tudo o que se oferece aos nossos olhos. E partimos antes mesmo de chegar.

Ana Teresa Silva


fonte:Plan(o)alto
foto: Tommy Edwards

Governo lança cartilha para orientar brasileiros que vão viver no exterior

A princípio levei um susto, pois sempre que ouço falar em cartilhas e se estão relacionadas ao exterior ou a estrangeiros são feitas com a intenção de salvaguardar a integridade física dos visitantes contra assaltos. Mas que tolinha, assaltos e assassinatos a luz do dia e a qualquer hora, não é para qualquer um, é especialidade do Brasil.

E posso ser muito franca? Há 15 anos atrás fui morar no exterior e não precisei dela. Li-a toda e não encontrei ali algo que acrescentasse o que toda pessoa que pretende viajar para o exterior ou viver, costuma saber.


. . .


A cartilha 'Brasileiros no Exterior, Informações Úteis' foi lançada nesta terça-feira, em Brasília, com o objetivo de orientar os brasileiros que pretendem emigrar para outros países. A informação é do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

A publicação, que tem 72 páginas e tem distribuição gratuita, alerta os emigrantes para os principais problemas que podem ocorrer na saída ou na volta ao Brasil, bem como na chegada ou na estada em outro país.

O informe poderá ser encontrado em aeroportos, associações de brasileiros no exterior, postos de expedição de passaporte, órgãos públicos, entre outros locais. A tiragem inicial será de cem mil exemplares.

É possível acessá-la também no site do MTE. Basta clicar aqui.

O material orienta o emigrante sobre políticas migratórias, as vacinas exigidas pelos outros países, seu sistema de saúde, os tipos de vistos que podem ser concedidos e a validade de cada um, o perigo de entrar clandestinamente no país, a atenção às propostas de emprego, os órgãos que devem ser procurados em caso de emergência, as dificuldades mais comuns, e conselhos e depoimentos de brasileiros residentes no exterior.

De acordo com dados do MRE (Ministério das Relações Exteriores), cerca de quatro milhões de brasileiros vivem atualmente no exterior, sendo a maioria composta por trabalhadoras e trabalhadores.

Por conta disso, o Governo considera útil esclarecer sobre os direitos e deveres dos migrantes e suas familias, bemo como dos riscos da migração irregular.

O material, lançado hoje pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, foi elaborado em parceria com ministérios e diversas instituições e entidades que atuam em temas vinculados aos trabalhadores brasileiros migrantes. A publicação reúne, por exemplo, informações pontuais de órgãos como o MTE, MEC (Ministério da Educação), MS (Ministério da Saúde), MJ (Ministério da Justiça), MRE (Ministério das Relações Exteriores), MPS (Ministério da Previdência Social), SEDH (Secretaria Especial de Direitos Humanos), IMDH (Instituto Migrações e Direitos Humanos), entre outros.

A elaboração da cartilha também contou com a participação da sociedade civil que, por meio de uma consulta pública, encaminhou ao MTE sugestões e críticas sobre o tema. Com o trabalho, foram recebidas cerca de 300 propostas, sendo que diversas delas foram acatadas e incorporadas ao texto final.




fonte:UOL

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

E essa agora, hein?

Farc seqüestram 6 turistas na Colômbia


Quem passa por aqui habitualmente sabe que este blog não costuma falar sobre política ou economia, mas há momentos em que a língua coça, aliás, os dedos coçam e aí não há como me controlar.

Depois que abri o site da BBC e me deparei com a notícia do seqüestro de 6 turistas na Colômbia, foi inevitável me lembrar da última declaração do presidente da Venezuela, o conhecidíssimo Hugo Chávez, que depois de fazer um estardalhaço através da mídia numa auto-promoção "barata" quando da libertação de Clara Rojas e Consuelo González, ainda agradeceu às Farc pela "confiança" nele depositada, fazendo um apelo pela libertação de mais reféns e além disso, não satisfeito, ainda mandou um recado a Europa e a todos os governantes latino-americanos para que reconhecessem as Farc como "força insurgente" e não como terroristas.



E agora, pimba, mais 6 pessoas seqüestradas. Será que Chávez agora está contabilizando o saldo "vencedor"? Ou seja, seis menos duas, quatro e poderia ser pior. E quem sabe como ele pensa? Olha, quem estava certo era o rei: "Por qué no te callas?"



. . .


O grupo guerrilheiro Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) seqüestrou seis turistas colombianos no último fim de semana, segundo comunicado da Marinha da Colômbia divulgado pela imprensa do país nesta segunda-feira.

Segundo o comunicado, 19 turistas faziam parte de um grupo que estava no local conhecido como Morromico, no Departamento (Estado) de Chocó, no oeste da Colômbia, onde teriam chegado de lancha.

Ainda de acordo com a marinha colombiana, os rebeldes teriam tirado os pertences dos turistas e levado dois professores, uma bióloga, um universitário e dois comerciantes – todos colombianos.

O telejornal Notícias Uno informou que o comandante da Marinha, almirante Mauricio Soto, determinou o resgate dos seqüestrados numa operação que inclui dois aviões.

O grupo foi seqüestrado dias depois de Clara Rojas, ex-candidata à vice-presidência da Colômbia, ter sido libertada pelas Farc depois de quase cinco anos em cativeiro.

Clara teve um filho na selva, fruto de uma relação com um guerrilheiro do grupo, e neste domingo voltou a se reunir com o menino, Emmanuel, que já tem quase quatro anos.

n.r.: eu nem gosto de imaginar o sofrimento dessas pessoas e de suas famílias.


fonte:BBC Brasil

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Muralhas de castelo português passam por restauração

As muralhas do castelo de Marvão (distrito de Portalegre, leste de Portugal) são alvo de uma obra de restauração avaliada em 350 mil euros (R$ 912,6 milhões).

Recortada por ruas estreitas de orientação incerta, demarcadas por uma fileira de casas brancas, a vila de Marvão está cercada por muralhas seiscentistas, a mais de 850 metros de altitude.

As obras estão sendo desenvolvidas com o auxílio de uma candidatura ao Programa Operacional da Cultura e devem estar concluídas em junho.

O prefeito local, Vítor Frutuoso disse que as muralhas não ameaçavam ruir, justificando as obras de restauração com a necessidade de "mudar um pouco o seu aspecto envelhecido".

“A manutenção do patrimônio histórico construído é uma mais valia estruturante e afetiva" afirmou o prefeito, acrescentando que pretende que "as muralhas continuem a ser um dos cartões de visita do distrito".

Marvão decidiu retirar a candidatura a Patrimônio da Humanidade em junho de 2006, para evitar a sua anulação, depois de um parecer negativo do Icomos (braço técnico da Unesco na área de patrimônio).

História

Conquistado por D. Afonso Henriques, o local teve sua primeira regulamentação concedida por D. Sancho II, em 1226. A importância da região como centro militar foi testada nos séculos 12 e 13 e mais tarde serviu de "sentinela" durante as disputas territoriais com Castela.

Do seu vasto patrimônio cultural consta o castelo, uma imponente obra da arquitetura militar, cuja atual configuração remonta, em grande parte, ao reinado de D. Dinis.

No conjunto também se destaca a rua do Espírito Santo (antiga rua Direita), onde ainda se conserva a casa do governador, além dos ferros forjados em destaque.

A Igreja do Espírito Santo, com um portal renascentista e uma janela Manuelina, e o pelourinho do século 16 fazem igualmente parte do patrimônio local, assim como o Convento de Nossa Senhora da Estrela, por onde passou a ordem dos franciscanos.



fonte:Agência Lusa

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Brasil, seus mosquitos e a febre amarela

Não há surto epidêmico de febre amarela no Brasil, garante ministro


O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e o secretário de Vigilância e Saúde do órgão, Gerson Pena, descartaram, na tarde desta quarta-feira (9), durante entrevista coletiva em Brasília, que exista um surto epidêmico de febre amarela no Brasil. "A doença está distante dos centros urbanos. Os casos suspeitos são todos oriundos de regiões rurais", explicou o ministro.

Segundo Temporão, "a situação está sob controle. Não há risco de epidemia". Só no Distrito Federal, duas pessoas morreram nesta semana com suspeitas de terem contraído febre amarela.

. . .


O Ministério da Saúde anunciou que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou nesta quarta-feira um lote de dois milhões de doses de vacina contra a febre amarela. "Temos possibilidade total de atender toda a demanda por vacinas com o lote adicional", assegurou Temporão.

Apesar da falta de vacina em alguns postos de atendimento, o ministro disse que a oferta está garantida. "Todos que necessitarem da vacina serão atendidos", afirmou Temporão. "É natural a falta momentânea em alguns locais, mas isso não é estrutural", completou.

O ministério quer priorizar o atendimento de localidades com notificação de macacos mortos próximos a áreas urbanas, como ocorreu em Goiás e no DF. Temporão explicou que não é necessário vacinação em massa. "A orientação é para que se vacine quem vai se deslocar para áreas de risco", disse.

Para o Ministério da Saúde, a aproximação da febre amarela das áreas urbanas é preocupante. Por isso, além do reforço no número de vacinas, vai montar postos itinerantes de vacinação em localidades nas quais foram registradas mortes de macacos.

. . .


O Ministério da Saúde também recomendou que Parque Nacional de Brasília, conhecido como Água Mineral, permaneça fechado por mais 10 dias, até que saia o laudo conclusivo relativo à morte de dois macacos no local. A suspeita é de que os macacos tenham contraído o vírus da febre amarela.

O secretário de Vigilância e Saúde do Ministério da Saúde, Gerson Penna, afirmou que a medida foi tomada considerando ao alto número de visitantes que o Parque Nacional recebe diariamente.

De acordo com Gerson Pena, desde 1942 não há registro de febre amarela urbana no Brasil. Todos os casos registrados atualmente são de pessoas que contraíram a doença ao entrar nas matas. "A febre amarela tem uma vacina 99% eficaz. Ela é fabricada pelo Ministério da Saúde, por meio da Fiocruz. É uma doença completamente evitável", disse o secretário.

Segundo ele, o Ministério da Saúde está intensificando a vacinação em regiões endêmicas, pois, no verão, há uma maior circulação de mosquitos somada ao fato de mortes de macacos próximos a áreas urbanas.

. . .


Na sexta-feira (4), o trabalhador rural João Batista Gonçalves, de 31 anos, morreu em Goiânia com suspeita de ter contraído febre amarela.

Segundo os médicos, os primeiros exames indicaram que o quadro dele era da doença, mas o exame que apontará a real causa da morte levará 90 dias para ser concluído.

. . .


Para evitar a propagação da febre amarela, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (DF) realizou uma campanha de vacinação entre os dias 29 e 31 de dezembro. Mais de 150 mil pessoas foram vacinadas durante a campanha preventiva, que começou depois da suspeita de que macacos teriam morrido no DF contaminados com a doença.

A partir desta quarta-feira, os postos de saúde do DF funcionarão ininterruptamente, das 8h às 17h, de segunda a domingo.

Em Goiás, armadilhas foram montadas nas matas que ficam em áreas urbanas. Cerca de 40 animais morreram na Região Metropolitana de Goiânia em pouco mais de dois meses. Em três casos, foram confirmadas mortes por febre amarela.

n.r.: a informação que se tem é que esse tipo de febre amarela é a silvestre e não a urbana. Enfim, tanto faz. Se você é estrangeiro e pretende visitar o Brasil, e mesmo que seu destino não seja o Norte ou o Centro-Oeste, vacine-se, não há contra-indicações a a vacina tem validade de 10 anos.


fonte:G1

Picasso e Candido Portinari voltam para o Masp

Busca por novos suspeitos do furto continuam


Hoje papei mosca por pura falta de tempo, e sofri pensando que a notícia deveria estar aqui, saidinha do forno, mas não deu, desculpem-me! Mas antes tarde do que nunca, vou tentar contar alguns detalhes da volta dos quadros roubados e da mega operação de segurança que envolveu até um helicóptero nos céus de São Paulo.

. . .


As buscas por outros envolvidos no furto de duas telas do Museu de Arte de São Paulo (Masp), segundo afirmou nesta quarta-feira (9) o assistente do diretor do Departamento de Investigaçõe sobre o Crime Organizado (Deic), delegado Maurício Guimarães Soares.



As obras foram encontradas na terça (8) em uma casa em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. A devolução ao museu ocorreu na manhã desta quarta (9).

O delegado Soares não quis adiantar detalhes sobre as investigações. “Temos pistas. As diligências prosseguem independente da recuperação dos quadros, que era prioridade nossa. Não podemos falar nada a respeito disso agora.” Ele disse que um dos suspeitos presos já foi levado para o sistema penitenciário e o outro está à disposição da polícia na sede do Deic para auxiliar nas investigações.

Soares classifica o crime como “seríssimo” e disse que as telas recuperadas fazem parte de um patrimônio não só nacional, mas "da humanidade". Segundo ele, esse tipo de ação criminosa não é um problema exclusivo do Brasil.

As duas telas furtadas em dezembro chegaram ao Masp sob aplausos de autoridades e curiosos. Policiais do Grupo Especial de Resgate (GER) da Polícia Civil acompanharam o transporte das obras.

A polícia preparou um grande esquema de segurança para levá-las do Deic ao museu. Uma empresa especializada ficou responsável pelo transporte. Um caminhão climatizado foi utilizado. O veículo deixou a sede da Delegacia de Repressão a Roubos e Extorsões do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), na Zona Norte de São Paulo, por volta das 10h45.

O deslocamento durou cerca de 10 minutos. Um helicóptero da polícia civil e cerca de 100 policiais do GER acompanharam o percurso.O roteiro do comboio foi definido durante a madrugada.

As telas foram acomodadas com muito cuidado no caminhão. A operação foi acompanhada pela restauradora e conservadora do Masp, Karen Barbosa. Os quadros foram presos à lateral interna do veículo com cintas e uma proteção de espuma para impedir danos às obras.
Os quadros foram embalados com papel especial, com fibras de tecido chamado tyevec - que não adere a pintura. A empresa especializada também trouxe papelões para proteger as obras.

De acordo com a restauradora do Masp, Karen Barbosa, as obras passarão por uma análise mais detalhada assim que chegarem ao museu com o uso de lentes de aumento. Mas aparentemente, os quadros não foram danificados.

Depois da casa arrombada, trancas à porta e ainda bem

O Museu de Arte de São Paulo (Masp) vai reforçar a segurança interna de seu prédio com alarmes e câmeras com infravermelho, que permite ter uma imagem mais nítida de filmagens feitas em ambientes escuros. Os dispositivos serão instalados até sexta-feira (11), quando o museu será reaberto ao público.



A instituição foi fechada para visitação em dezembro devido ao roubo das telas O lavrador de café, de Candido Portinari, e Retrato de Suzanne Bloch, de Pablo Picasso. As obras são avaliadas em US$ 55 milhões, cerca de R$ 100 milhões.



Segundo a assessoria de imprensa do museu, por questões de segurança não será informado quantas câmeras e alarmes vão ser colocados no prédio, nem tampouco onde os equipamentos serão instalados. O órgão informou apenas que a verba para a compra dos dispositivos foi conseguida em parceria com a iniciativa privada, pela Lei Rouanet. O valor dos equipamentos também não foi revelado.

. . .


Para melhorar a segurança externa do prédio, a Polícia Militar colocará uma cabine com funcionamento diário das 7h às 23h em frente ao Parque Trianon e um carro da polícia no espaço Lina Bo Bardi (vão livre do Masp) todos os dias das 23h às 7h. A medida foi anunciada em nota, no mês passado, pelo presidente do museu, Julio Neves, e pelo presidente do Conselho Deliberativo do órgão, Adib Jatene.

Também será colocada, ainda no 1º semestre, uma base fixa de segurança comunitária na calçada do Parque Trianon, com funcionamento 24 horas por dia, em posição que permita a melhor visão do acesso principal do Museu.

Na nota, a direção do museu também citou a instalação de câmeras de longo alcance e alta resolução ao longo da Avenida Paulista, inclusive em frente ao Masp, para operação conjunta das Guarda Municipal com a Polícia Militar.

O vídeo com a notícia, onde podem ser vistos os veículos que participaram no esquema de segurança na devolução das obras ao Masp, pode ser vista aqui.


fonte:G1

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Debret do Masp pode não ser um Debret

Definitivamente, o Masp anda com problemas


No passado dia 20 bandidos entraram e saíram do museu em apenas três minutos levando as telas O Lavrador de Café (1939), de Cândido Portinari, e O Retrato de Suzanne Bloch (1904), de Pablo Picasso, que estavam no 2º andar. Juntas, as telas são avaliadas em mais de 100 milhões de reais, segundo informou a assessoria de imprensa do museu. O Masp, desde então, ficou fechado para a investigação detalhada do caso. Ainda em outubro do ano passado, dois homens invadiram o Masp e renderam os seguranças, tentando chegar justamente ao 2º andar. Naquela ocasião, a polícia paulista não deu detalhes sobre a tentativa de roubo, disseram apenas que os assaltantes fugiram sem levar nada. O Masp enfrenta grave crise. Recentemente, o museu teve o fornecimento de energia elétrica cortado por falta de pagamento.



E agora surge uma nova crise no Masp. Segundo o editor e pesquisador Pedro Corrêa do Lago, O quadro "Índios Atravessando um Riacho", que o Masp (Museu de Arte de São Paulo) atribui ao francês Jean-Baptiste Debret (1768-1848), não é um Debret.

O pesquisador acaba de lançar um catálogo completo de Debret, com cerca de 1.600 ilustrações. Segundo o pesquisador, a tela que está no Masp há mais de 50 anos não é um Debret porque os índios não têm semelhança com os que viviam no Brasil à época e o europeu que aparece de costas não tem "qualquer característica brasileira".

De acordo com o catálogo, a tela do Masp mostra índios caribes e foi pintada pelo italiano Augustin Brunias (1730-1796), um dos mais importantes pintores que retratou o Caribe do século 18.

A boa notícia para o Masp - que se encontra em inferno astral desde o roubo, no dia 20 de dezembro, das telas "O Lavrador de Café", do brasileiro Candido Portinari, e "Retrato de Suzanne Bloch", do espanhol Pablo Picasso - é que a obra de Brunias, se a atribuição estiver correta, vale cerca de R$ 1 milhão, o que a torna mais valiosa do que a de Debret, que não passa de R$ 700 mil.


fonte:Folha Online

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

MUDE

Comece o ano diferente


O comentário do autor de Mude neste blog, me deu a idéia de começar com este poema as postagens aqui no Nuvens.



Mude


Mas comece devagar, porque a direção
é mais importante que a velocidade.
Mude de caminho, ande por outras ruas,
observando os lugares por onde você passa.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Descubra novos horizontes.

Não faça do hábito um estilo de vida.

Ame a novidade.
Tente o novo todo dia.
O novo lado, o novo método, o novo sabor,
o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
Busque novos amigos, tente novos amores.
Faça novas relações.
Experimente a gostosura da surpresa.
Troque esse monte de medo por um pouco de vida.
Ame muito, cada vez mais, e de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, de atitude.

Mude.
Dê uma chance ao inesperado.
Abrace a gostosura da Surpresa.

Sonhe só o sonho certo e realize-o todo dia.

Lembre-se de que a Vida é uma só,
e decida-se por arrumar um outro emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais prazeroso,
mais digno, mais humano.
Abra seu coração de dentro para fora.

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

Exagere na criatividade.
E aproveite para fazer uma viagem longa,
se possível sem destino.
Experimente coisas diferentes, troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você conhecerá coisas melhores e coisas piores,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento, a energia, o entusiasmo.

Só o que está morto não muda !



por Edson Marques in mude.blogspot.com

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Reveillon Copacabana 2007/2008



Esse é especial para minhas amigas e amigos portugueses que estão sempre por aqui.

Não fui eu quem filmou. Copiei esse vídeo, obviamente no YouTube, mas sei que é muito emocionante passar o Reveillon na praia de Copacabana. E não me perguntem porque, mas ali, debaixo de tanta luz, enquanto os fogos pipocam, sempre dá vontade de chorar.


FELIZ 2008!!!


n.r.: Não se enganem, continuo em recesso.
Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.