quinta-feira, 20 de março de 2008

Mostra revela design contemporâneo da China

Uma mostra inaugurada em Londres traz uma rara oportunidade para se conhecer os frutos da recente explosão do design na China e tentar entender o impacto do rápido desenvolvimento econômico na arquitetura e design nas maiores cidades do país.

O cartaz de Chen Shaoma foi criado para uma exposição de design gráfico em 1992


A exibição China Design Now, aberta nesta semana no Victoria and Albert Museum, é focada em três cidades que se expandem rapidamente – Pequim, Xangai e Shenzen – e apresenta o trabalho de designers chineses e internacionais.

A mostra, que custou o trabalho de quatro anos de curadoria, reúne arquitetura, moda, desenho gráfico, cinema, fotografia, design de produtos e móveis, cultura jovem e mídia digital. Dos cerca de 100 designers exibidos, mais de 95% são chineses.

Os três ursinhos Hi Panda são brinquedos criados por Ji Ji em 2006


Cada cidade é ponto de partida para a exploração de um campo do design: Shenzen, a capital manufatureira da China, cuja idade média da população é menos de 30 anos, destaca o design gráfico e a cultura visual. Xangai se concentra em moda e estilo de vida, e a arquitetura e a cidade é o tema de Pequim.

A capa da revista Vision Magazine foi fotografada por Chenman, uma jovem de Pequim que trabalha as próprias fotos com computação gráfica


"O design nas cidades chinesas mudou além de qualquer reconhecimento nas últimas duas décadas. Este é o momento em que a gente pode começar a falar de coisas 'desenhadas' na China, não apenas fabricadas na China. Os designers incluídos na (exposição) China Design Now são pioneiros para as gerações futuras que vão trazer o design chinês para um público internacional", disse um dos curadores, Zhang Hongxing.

Entre as peças exibidas estão projetos arquitetônicos (como o do estádio olímpico Ninho de Pássaros), o design gráfico das últimas duas décadas – mostrando os pioneiros do design da China pós Mao-Tsé-Tung e as novas gerações que experimentam com novas tecnologias; e produtos de olho nos jovens chineses preocupados com design, como capas de discos, skates, brinquedos, telefones celulares, camisetas e tênis.

As obras no estádio Ninho de Pássaros, projeto de Herzog & de Meuron, deverão ser concluídas para as Olimpíadas de Pequim


A exposição fica em cartaz no Victoria and Albert Museum, em Londres, até o dia 13 de julho.


fonte:BBC Brasil

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.