terça-feira, 25 de dezembro de 2007

FELIZ 2008!




Euzinha, editora única deste Nuvens entro em recesso até o dia 7 do próximo ano.

Embora nada mude imediatamente quando o relógio aponta as horas de um novo mês e conseqüentemente um novo ano, é tempo de pensar no que não foi feito no ano que passou por pura bobeira e pensar que é preciso mudar, mesmo que essas mudanças custem dias e alguns mêses, mas é preciso.

Planejar psicologicamente objetivos a serem alcançados, mesmo que sejam quase impossíveis. Para mim, é tempo de planejar, ou melhor, sonhar e delirar por um ano melhor, com mais paz, mais realizações, menos esquisitices, sonhar - literalmente - com menos corrupção num país tão confuso como é o Brasil. Meu primeiro objetivo é parar de fumar, vamos lá ver se ao menos isso eu consigo - já fiquei 8 anos sem fumar -, torçam por mim.

À todos os que comentam por aqui, às amigas e aos amigos e aos que não comentam, mas são constantes, aos que passam de vez em quando e a quem aparecerá aqui pela primeira vez, muito obrigada, esse blog é meu vício bom.

FELIZ 2008!




P.S.: ando muito sensível...

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Natal!!!

Falta pouco! Que todos tenham uma belíssima ceia com seus familiares e amigos. A todos que passarem por aqui, um maravilhoso Natal! E Feliz 2008! Beijos!







domingo, 23 de dezembro de 2007

sábado, 22 de dezembro de 2007

Estou sem tempo, mas não pude resistir

Quem passa por aqui deve ter estranhado a quantidade de posts de músicas natalinas e a falta de notícias, mas ando sem tempo. Como é de hábito, deixo tudo para a última hora e todo ano é a mesma coisa, vai chegando o Natal e mal tenho tempo de ler meu jornalzinho diário, que adoro. Acessar a internet então, é coisa "vapt-vupt".

Mas abri assim de repente o computador porque me lembrei que tinha de responder a alguns emails e me deparo com a seguinte notícia:


Barbie vira Maria num presépio na Espanha


Pensei: "aí já é muita esculhambação!"

Não fui capaz de resistir a postar o assunto aqui no Nuvens. Acho a boneca uma gracinha, nem me irrita muito ela ter aquela cintura tão fininha e as pernas longas com as quais eu sempre sonhei em ter, mas representar Maria no presépio? É de uma idéia infelicíssima: o símbolo do capitalismo, do consumismo, da sensualidade americana, o simbolismo do ideal americano de mulher: plastificada, linda e muda. Pois é. Só que a idéia veio de um de nuestros hermanos. E logo eu que tenho uma perninha ali na Península Ibérica, descubro isso na web, o vídeo me deixou cabisbaixa.

E como é Natal faço o quê?! Perdôo?! Não sei se preciso, acho sinceramente que não foi por maldade, é apenas um caso típico de ignorância.





fonte:UOL, agência EFE

0

Faltam 3 dias para o Natal

Papai Noel, eu fui boazinha o ano inteiro!




0

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Faltam 4 dias para o Natal

O que vale é a intenção



0

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Faltam 8 dias para o Natal

Papai Noel e as renas cantam!




0

domingo, 16 de dezembro de 2007

sábado, 15 de dezembro de 2007

100 anos de Oscar Niemeyer

A construção da nova capital projetada por Niemeyer, Brasília, aconteceu de 1956 a 1960. Inaugurada em 21/04/1960


A Catedral de Brasília, inaugurada em 1970


Palácio do Itamaraty. A escultura "Meteoro" é de Bruno Giorgi


Escada interior do Palácio do Itamaraty


Palácio do Planalto à noite


Casa das Canoas, no Rio de Janeiro. Projeto de 1952


Outras obras e desenhos de Niemeyer, aqui.


fonte:UOL

0

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Governo Lula sofre a sua maior derrota e CPMF cai

Minutos antes da decisão, presidente mandou carta prometendo investir tudo na Saúde


Numa votação histórica, e depois de distribuir cargos e emendas a parlamentares, o governo Lla sofreu na madrugada de hoje a sua maior derrota política com a rejeição pelo Senado, da emenda que prorrogava a CPMF até 2011. Após uma sessão que se arrastou por quase oito horas, apenas 45 senadores votaram a favor da manutenção do tributo, quatro a menos do que o necessário. Foram 34 votos contra e nenhuma abstenção.


O debate entre o "Sim" e o "Não"


O fim do imposto do cheque, a partir de 1º de janeiro, deixará os cofres do governo sem R$ 40 bilhões no ano que vem. A alternativa do governo agora é tentar a recriação do tributo, mas em 2008. Nos próximos dias, a equipe econômica deve anunciar medidas para compensar a perda. Isso pode incluir aumento de outros impostos e corte em investimentos e repasses de verbas para estados e municípios.


Os partidários do "Não"


Numa última manobra para evitar a derrota, fracassadas todas as tentativas para rachar o PSDB, o presidente Lula chegou ao ponto de encaminhar uma carta avalizando um comunicado conjunto dos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e das Relações Internacionais, José Múcio Monteiro, se compromentendo a destinar todos os recursos para a Saúde.


A vitória da Oposição


Mas a cartada de última hora foi em vão. A sessão que começara no fim da tarde, atingiu um clima de tensão absoluta, com a troca de insultos, xingamentos e muito bate-boca.


E da sociedade


Fracassada a tentativa de acordo com abancada do PSDB e sem ter na base os 49 votos, o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), foi orientado pelo presidente Lula a bater chapa com a oposição. No início da noite, enquanto Lula, ainda tentava uma saída política, Jucá já admitia a derrota.


A carta


A história da CPMF

A CPMF(Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira), é uma cobrança que incide sobre todas as movimentações bancárias, exceto negociação de ações na Bolsa, saques de aposentadorias, seguro-desemprego, salários e transferências entre contas-correntes de mesma titularidade.

Ela foi aprovada em 1993 e passou a vigorar no ano seguinte com o nome de IPMF (Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira) - à época, a alíquota era de 0,25% e durou até dezembro de 1994 quando, como já estava previsto, foi extinto.

Dois anos depois, em 1996, o governo voltou a discutir o assunto, com a intenção de direcionar a arrecadação desse tributo para a área da saúde. Foi então criada de fato a CPMF, que passou a vigorar em 1997 com alíquota de 0,2%.

Em junho de 1999, a CPMF foi prorrogada até 2002, sendo que a alíquota passou a ser de 0,38% - o objetivo da elevação ajudar nas contas da Previdência Social.

Em 2001, a alíquota caiu para 0,3% mas em março do mesmo ano, voltou a 0,38%. Em 2002 a CPMF foi prorrogada, o que ocorreu novamente em 2004.

No final de 2000, o governo decidiu permitir o cruzamento de informações bancárias com as declarações de Imposto de Renda dos contribuintes. Assim, caso um contribuinte tenha declarado ser isento do IR e, ao mesmo tempo, movimentado milhões em sua conta bancária - o que é possível saber de acordo com o valor de CPMF paga -, sua declaração tem maior risco de ser colocada na malha fina pela Receita.

. . .


Em oito países, contribuições foram extintas

Em relatório divulgado ontem, a Comissão de Assuntos Tributários da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo concluiu que a não prorrogação da CPMF "ajusta-se ao reclamo da sociedade", que "aceitou sua instituição apenas como provisória e não permanente". Enviado a todos os senadores para tentar convencê-los a votar contra a prorrogação, o estudo mostra a experiência de oito países que criaram contribuições transitórias em momentos de crise "e, posteriormente, quando de volta à razão, foram extintas".

Segundo o estudo da OAB-SP, Inglaterra, Suécia, Austrália, Argentina, Peru, Venezuela, Colômbia e Equador tiveram algum tipo de imposto sobre débitos bancários, como "nossa CPMF é conhecida no exterior". Na Austrália, o tributo criado em 1983, recebeu o nome de Bad Tax (taxa má) por causa de seu nome, Bank Accont Debits Tax. Na Suécia, o tributo para o mercado de ações foi criado em 1984 e abolido em 1990, já que teve como conseqüência a tranferência de 30% das operações para outros países.

Também no mercado acionário, o Imposto sobre Transmissões Financeiras, chamado de stamp duty, da Inglaterra, vem sendo progressivamente reduzido desde que foi criado em 1974. De acordo com o relatório da OAB-SP, "estima-se que vem provocando uma diminuição de 50% nas transações nos mercados britânicos".

Citando um estudo do Banco Central, na Argentina os tributos existiram entre 1989 e 1992; no Peru entre 1990 e 1991; na Venezuela entre 1994 e 1999; na Colômbia em 1999 e no Equador em 1999. "Como regra, houve fuga de capitais, aumento das operações em papel moeda e impacto sobre as transações bancárias. O estudo do Banco Central (BC) apontou que, em quase todos os países, os impostos fracassaram como instrumento de arrecadação, ou porque foram criados como alíquotas muito altas, ou porque suas bases de incidência incluíam operações que inviabilizam a existência dos seus respectivos sistemas bancários".

Assinado pelo presidente da Comissão de Assuntos Tributários da OAB-SP, Walter Carlos Cardoso Henrique, e pelo membro da mesma comissão, Marcelo da Silva Prado, o estudo desmonata a tese de que a CPMF é um importante instrumento de informação contra a sonegação fiscal. "Ainda que a CPMF possa ser útil na apuração de indícios de sonegação, este é o único instrumento de que o governo pode lançar mão", afirma.

Um deses instrumentos, segundo a OAB, é a lei complementar nº105/2001 e o decreto nº4.489/02, que mandam as administradoras de cartões de crédito informarem os gastos mensais superiores a R$ 5 mil das pessoas físicas e de R$ 10 mil no caso de pessoas jurídicas.
. . .


n.r.: Faço parte da classe média privilegiada que ainda pode pagar por um plano de saúde médica qua não inclui o plano odontológico (pago por fora). Pago R$ 312,01 mensalmente e por enquanto, no qual tenho direito a um determinado número de médicos por especialidade e clínicas médicas, onde os melhores do país, que estão nos hospitais públicos, não estão entre eles. Nós, eleitores, parte da sociedade brasileira, que vivemos no país onde a quantidade de impostos - um dos mais altos do mundo - acaba com a nossa qualidade de vida, tivemos apenas 34 senadores votando por nós. Foi pouco, mas já se vislumbra uma luz no fim do túnel.


fonte:O Globo, Folha Online

0

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Como enfeitar a mesa para o Natal

Usando a criatividade e materiais fáceis de encontrar, a mesa de Natal pode ficar diferente e bastante colorida. As fotos abaixo mostram como é possível.

1. Guardanapos de papel: Em tamanho grande, amarre com fita dourada ou da cor preferida e arremate com um símbolo natalino.


2. Prato para o bolo: Assente sobre o prato o bolo a ser servido, que deverá ter um furo no meio. Coloque a vela no orifício central do bolo.


3. Arranjo para flores pequenas: Enrole um guardanapo de papel em volta do vaso e arremate com fita dourada, verde ou estampada. O arranjo com mini cactos serve como lembrança.


4. Castiçal de maçã: Corte a parte superior da fruta e retire um pouco da polpa, fazendo um orifício no tamanho da vela escolhida, e junte flores. Aqui, pessoalmente dou a dica da maçã verde, que tem a cor mais uniforme.


5. Arranjo de frutas: Combine os tons das uvas, mangas e pêssegos com as cores vibrantes das flores artificiais, tão em moda hoje.



fonte:UOL Etiquetésima

0

Gatos que brilham

Na Coréia do Sul, cientistas apresentam gatos clonados que possuem RFP (proteína vermelha fluorescente); gatos brilham no escuro quando expostos à luz ultravioleta.



n.r.: Tadinhos dos bichinhos.


fonte:UOL

0

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Outros tempos

Paris expõe obras eróticas escondidas por 150 anos


A Bibliothèque nationale de France (Biblioteca nacional da França) (BnF), em Paris, traz pela primeira vez uma exposição de livros e gravuras que foram mantidos escondidos do público durante mais de 150 anos devido ao seu conteúdo considerado altamente erótico e imoral.



A mostra "L'Enfer de la Bibliothèque, Eros au secret" (O Inferno da Biblioteca - Eros em Segredo) foi inaugurada nesta terça-feira (dia 4) e aborda cinco séculos de erotismo em textos, desenhos e fotografias.

O "Inferno" era o nome do código criado pela biblioteca, em 1844, para catalogar obras consideradas libertinas e obscenas. Elas eram mantidas em um acervo de livros raros, e, para consultá-las, era necessário submeter o pedido a um comitê examinador.



"A decisão de impedir o acesso aos livros eróticos não era do poder público e sim dos próprios bibliotecários. No século 19, a BNF se tornou um local público para leitura e, como existia um certo puritanismo, as pessoas queriam evitar que livros ousados circulassem por todas as mãos", diz Marie-Françoise Quignard, uma das curadores da exposição.

Em 1969, pouco tempo depois da revolução estudantil de maio de 1968, o "Inferno" da BNF, como acervo de obras "proibidas", foi extinto. Mas o nome "Inferno" foi mantido para identificar obras eróticas.



Em 1983, as restrições que dificultavam a consulta das obras foram suspensas. Mas, para o grande público, a maior parte dos desenhos e textos continuaram desconhecidos.



"Demoiselles" de Paris

O "Inferno", hoje, reúne cerca de duas mil obras literárias. As imagens mais antigas datam do século 16, mas há também obras recentes, como um livro de Pierre Bourgeade, ilustrado com fotografias de Joël Leick, editado em 2000 e catalogado no "inferno" com o número 2018.



Entre as várias curiosidades da mostra, está uma espécie de guia das "demoiselles" (senhoritas) de Paris, com endereços e especialidades das prostitutas, datado de 1791.

Com uma decoração em tons de rosa e de vermelho, a mostra traz diferentes períodos da história literária e social da França.

Uma parte da exposição é dedicada a personagens de romances. No século 17 e sobretudo no 18, considerado o "século da libertinagem", vários escritores escreviam sob pseudônimos para evitar serem levados à Justiça por atentado ao pudor.

No século 19, obras como "As Flores do Mal", de Charles Baudelaire, que causou grande escândalo no país, e textos de Prosper Merimée e Paul Verlaine passam a integrar o "inferno" da BNF, ao lado das primeiras fotos pornográficas.

Outra parte da mostra se concentra em obras aos autores do século 20, como Guillaume Apollinaire, Louis Aragon e Jean Genet.



A exposição, que é proibida aos menores de 16 anos, fica aberta até 2 de março de 2008.


fonte:BBC Brasil

0

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Desenho inédito de Michelangelo é descoberto no Vaticano


Um desenho inédito do pintor renascentista Michelangelo (1475-1564), realizado durante a construção da basílica de São Pedro no século XVI, foi descoberto nos arquivos da Santa Sé, anunciou nesta quinta-feira o jornal oficial do Vaticano, L'Osservatore Romano.

Em 1546, o célebre artista florentino, de 72 anos, foi encarregado de construir a basílica, onde decidiu acrescentar uma impressionante cúpula.

O desenho inédito, feito com 'sanguínea' -- uma espécie de 'giz vermelho' usando desde o paleolítico e muito apreciado durante a Renascença -- é um esboço da planta de uma das colunas que sustentam a cúpula de São Pedro.

Este é o último desenho que se conhece do artista, considerado uma dos mais importantes da história, já que foi também arquiteto, escultor e pintor.

"Graças ao traço duplo do desenho, pode se admirar vários níveis do objeto, como se a pedra fosse transparente", comentou o jornal da Santa Sé.

O desenho foi usado, provavelmente, para comunicação interna entre Michelangelo e os talhadores de pedra que trabalhavam para ele e foi realizado em 1563, um ano antes de sua morte.

O esboço foi achado nos arquivos da fábrica de São Pedro, onde estão conservados todos os documentos relacionados com a histórica basílica.

O desenho de Michelangelo, que destruiu em vida inúmeros esboços e apontamentos, foi resgatado depois de sua morte por operários para ser executado.

A construção da basílica de São Pedro começou em 1506, por iniciativa do Papa Júlio II e graças a doações arrecadadas em toda a Europa.

Os melhores artistas da época participaram da edificação do monumento como o arquiteto Bramante, o pintor Rafael e o escultor Bernini. O templo foi concluído e consagrado em 1626.

n.r.: o tal desenho ainda não foi mostrado ao público. A notícia que tive foi de que seria mostrado nesta segunda (dia 10), mas ainda não há notícias do dito cujo. Prometo que assim que as fotos estiverem disponíveis na internet, estarão aqui ilustrando o post.


fonte:agência AFP

0

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007



... Afora o teu amor
para mim
não há mar,
e a dor do teu amor nem a lágrima alivia.
...
Afora o teu amor
para mim
não há sol,
e eu não sei onde estás...
...
nenhum som me importa
afora o som do teu nome que eu adoro...


Vladimir Vladimirovitch Maïakovski
(Tradução de Augusto de Campos)
foto: Nikola Novotny

Vergonha

Chimpanzés superam universitários em teste de memória


Uma nova pesquisa da Universidade de Kyoto, no Japão, demonstrou que chimpanzés têm uma memória fotográfica superior à dos humanos.

Chimpanzés mais jovens foram melhores em testes de memória do que estudantes universitários, segundo o estudo publicado na revista Current Biology.

Até o momento, pensava-se que chimpanzés não conseguiriam ter o mesmo desempenho dos humanos no setor de memória e outras habilidades mentais. "Existem muitas pessoas, incluindo biólogos, que acreditam que os humanos são superiores aos chimpanzés em todas as funções cognitivas", disse o chefe da pesquisa Tetsuro Matsuzawa.

"Ninguém poderia imaginar que jovens chimpanzés, com cinco anos de idade, tivessem um desempenho melhor do que o de humanos em uma tarefa que envolve memória", disse.

"Aqui nós mostramos pela primeira vez que jovens chimpanzés têm uma capacidade de memória extraordinária para lembrar números, melhor do que de humanos adultos testados no mesmo aparelho, seguindo o mesmo procedimento."

Números

Matsuzawa e sua equipe testaram três pares de chimpanzés, cada formado por uma mãe e seu filho, contra estudantes universitários em um teste de memória que envolvia números.

As mães chimpanzés e seus filhos de cinco anos já tinham aprendido como "contar" de um a nove. Durante a experiência, cada participante viu em um monitor vários números de um a nove.

Os números eram então substituídos por quadrados em branco e o estudante ou o chimpanzé tinham que lembrar qual número apareceu em qual lugar, e então tocar o quadrado certo na tela.

Os pesquisadores descobriram que os chimpanzés jovens tinham desempenho melhor do que suas mães e do que humanos adultos. Os universitários foram os mais lentos do que os três chimpanzés jovens em suas respostas.

Os chimpanzés se saíram melhor do que os universitários em velocidade e precisão quando os números apareciam apenas por um momento.

Fotográfica

O espaço de tempo mais curto, de 210 milisegundos, não deu o tempo necessário para que os testados explorassem a tela com movimentos dos olhos, algo que fazemos o tempo todo durante a leitura.

Isto mostra, segundo os pesquisadores, que os chimpanzés mais jovens têm memória fotográfica o que permite que eles memorizem uma cena complexa ou um padrão com apenas um olhar rápido. Em algumas ocasiões esta habilidade está presente em crianças, mas diminui com a idade, afirmam os pesquisadores.

"Chimpanzés jovens têm memória melhor do que humanos adultos. Ainda estamos subestimando a capacidade intelectual dos chimpanzés, nossos vizinhos de evolução", disse o professor Matsuzawa à BBC.

Para Lisa Parr, que trabalha com chimpanzés no Centro Yerkes para Primatas na Universidade Emory de Atlanta, Estados Unidos, esta descoberta é "revolucionária" e, pelo fato de os chimpanzés serem nossos "parentes mais próximos", pode ajudar a entender a memória humana.

. . .


Não me surpreende, mas me mata de vergonha. Estou cansada de sair de um comôdo para o outro em minha casa e a meio do caminho me esquecer o que ia fazer. E esquecer onde coloquei meus óculos (sou míope) para assistir a televisão, é outro perrengue. E o pior? Hoje alguém me deu um adeuzinho de "como vai?", amarelamente sorri, mas não faço idéia de ter conversado algum dia com o dito cujo.


fonte:BBC Brasil

Confusa

Eu não sei porque, mas estou achando que hoje é sexta-feira, e ainda está tão longe...

Final feliz para a ingênua professora inglesa

Professora libertada pelo Sudão retorna à Grã-Bretanha


A professora primária britânica que ficou presa durante oito dias no Sudão por blasfêmia falou de sua "experiência difícil" ao retornar à Grã-Bretanha nesta terça-feira.

Gillian Gibbons foi perdoada pelas autoridades sudanesas na segunda-feira depois de ficar detida durante oito dos 15 dias aos quais havia sido condenada.

A sentença veio depois que Gibbons, que trabalhava no país africano, permitiu que seus alunos dessem o nome de Mohammed (Maomé) a um ursinho de pelúcia.

Ela foi libertada depois que dois parlamentares britânicos muçulmanos foram ao país interceder pela conterrânea junto ao presidente do Sudão, Omar al-Bashir.

Um choque

Ao desembarcar no aeroporto de Heathrow, em Londres, a britânica disse que o incidente foi “um grande choque” para ela, e que ter ido para prisão foi algo “apavorante”.

“Nunca imaginei que isso pudesse acontecer comigo. Eu sou apenas uma professora primária”, disse a britânica, que foi recebida pelos filhos John e Jessica.

Gibbons reiterou, no entanto, que foi “muito bem tratada por todos” enquanto esteve presa e agradeceu às autoridades do país por lhe terem enviado uma cama.

“Eu lamento ter deixado o Sudão. O tempo que passei lá foi fabuloso. É um país lindo e os sudaneses que conheci eram extremamente gentis”, disse Gibbons, acrescentando que não desencorajaria ninguém que deseja ir para o país africano.

De volta a seu país, a professora disse que está à procura de um novo emprego.

. . .


Espero sinceramente que o emprego, dessa vez, seja na Inglaterra. Veremos...


fonte:BBC Brasil

Herdeira

Cachorra que herdou US$ 12 mi é ameaçada de morte


Hoje, quando lia meu jornalzinho tomando o café da manhã, pisquei duas vezes porque não quis acreditar na notícia. Tenho paixão por animais e pelo meu cãozinho ainda mais, mas essa senhora se superou, e o fato é prá lá de bizarro. O nome da cadela é Trouble, "problema" em inglês. Algum motivo a dona teve para lhe dar esse nome.

Sei que os Estados Unidos têm um serviço de proteção à testemunhas e é muito eficiente quanto a proteção à vítimas, só não sei se existe algum programa de proteção de herdeiros caninos, será que até isso eles têm? Não duvido de mais nada.

. . .


Uma cadela que herdou US$ 12 milhões da dona está tendo que usar um nome falso e viver escondida depois de sofrer ameaças de morte e de seqüestro, de acordo com a imprensa americana.

O jornal The New York Post diz que a cadela Trouble - que pertencia à bilionária nova-iorquina Leona Helmsley, que morreu em agosto - foi levada para a Flórida, onde vive em um lugar secreto.

Também segundo a publicação americana, a cachorra passou a adotar o nome falso depois de receber 20 ameaças.

A cadela seguiu "com sua equipe de segurança para um das propriedades de Helmsley na área de Sarasota (cidade no sudoeste da Flórida) há cerca de dois meses", diz o The New York Post. Um porta-voz da organização de Helmsley, Howard Rubenstein, se negou a comentar o assunto.

A "rainha da maldade"

Trouble (“problema”, em inglês) fez muitos inimigos por causa de seu hábito de morder as pessoas, disse o jornal.

John Codey, que administra os fundos em nome do cão, disse à rede de televisão americana CBS na semana passada que segurança, assistência médica, refeições especiais e cuidados com a aparência de Trouble custam cerca de US$ 300 mil por ano.

Em seu testamento, Helmsley deixou Trouble aos cuidados de seu irmão, Alvin Rosenthal, disse o The New York Post. No entanto, o irmão esnobou a cadela, passando-a para os cuidados de empregados.

Parentes da bilionária receberam menos do que Trouble no testamento, sendo que dois dos quatro netos não herdaram nada da falecida.

Os meios de comunicação dos Estados Unidos apelidaram Helmsley de "rainha da maldade", por causa de sua reputação de ser dura quando tratava de seus negócios.

Em 1989, ela foi condenada por evasão fiscal, e durante o julgamento, uma testemunha disse ter ouvido de Leona que “apenas as pessoas pequenas pagam impostos”.

Junto com o marido, Harry, já falecido, ela construiu uma empresa que administrava alguns dos imóveis de maior prestígio em Nova York, como o edifício Empire State, além de hotéis em várias partes do país.

. . .


A BBC ainda disponibiliza de um link para assistir a reportagem sobre o testamento, quem quiser e tiver estômago pra tanto (eu não tive), clique aqui.


fonte:BBC Brasil, jornal O GLOBO

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Sites Temáticos

Como a época é Natalina, resolvi deixar aqui alguns sites interessantes sobre o tema, que li no caderno INFOetc do jornal O GLOBO, através da coluna de André Machado.

Um deles é o North Pole (www.northpole.com), onde aparece a vila onde Papai Noel passa a maior parte do seu tempo, e através do link: http://www.northpole.com/ToyShop/ , se descobrem coisas interessantíssimas, como clicar em vários objetos que estão na estante do Tim (o ajudante de Papai Noel) que nos faz entrar no site da Amazon, chegando-se a listas de livros, CD's e brinquedos.



Tudo em inglês. Mas vale a pena para as crianças que estão aprendendo a língua. É uma maneira divertida de aprenderem e se divertirem.

Na cozinha, é possível ver receitas de delícias natalinas. Há ainda uma agência de correio onde se pode enviar cartinhas para o Papai Noel. E, na escola Elf Pal Academy, há vários joguinhos, como caça-palavras, labirintos, cadernos para colorir e jogo-da-memória.

Outro site é o Santa Claus (www.santaclaus.net), que apresenta a Elf House (casa do elfo), tem um jogo para decorar a árvore de Natal, um game de esconde-esconde com Papai Noel num labirinto nevado e um perfil de cada rena do trenó voador. É possível enviar perguntas ao bom velhinho através do site e tem lá um mapa para rastrear o trajeto do trenó na noite do dia 24 para 25 de dezembro.

Aliás, há um site especial para seguir o trenó no NORAD - North American Aerospace Defense Comand -, através do link Norad Tracks Santa (www.noradsanta.org) é mostrado em "tempo real" o acompanhamento imaginário da viagem de Noel, que pode ser vista através do Google Earth - é só baixar o aplicativo. Segundo André Machado, o site diz que esse projeto data desde 1955, e existe um link tecnológico explicando como eles fizeram para rastrear o trenó ao longo de décadas - no momento que vi, Papai Noel estava na Flórida. Há várias outras versões: francês, alemão, italiano, espanhol e japonês. Só não tem em português.

E por fim, o mais bacaninha para mim é o Santa Games (www.santagames.net). Na cozinha, é preciso alimentar uma rena gulosa que não gosta de qualquer comida. Há jogos para crianças pequenas como o de vestir o homem de neve e um clássico jogo de fliperama. Também encontrei um joguinho de Sodoku. Já no escritório do Noel, é só clicar nele para jogar o jogo dos erros. Há mais games na oficina dos elfos, como um Tetris e uma caça aos presentes, ameaçada por aranhas que caem do teto. E, do lado de fora da casa, há um jogo em que o boneco deve se desviar das bolas de neve, além de um quebra-cabeças.

Esse site contém também histórias de Natal e ensina a montar móbiles e enfeites. Em inglês.




fonte:INFOetc

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Prêmio




Vou acabar me tornando uma viciada em Prêmios, do jeito que a coisa anda.

Dessa vez, a amiga, por onde ando para saber de poesia e para descobrir fotógrafos sensacionais é a O'Sanji do blog Plan(o)alto que deu a este Nuvens o Prêmio: "DIZ QUE ATÉ NÃO É UM MAU BLOG". Sensacional, não é?

O regulamento é o seguinte:

1. Este prémio deve ser atribuído aos blogs que consideras serem bons, entende-se como bom os blogs que costumas visitar regularmente e onde deixas comentários.
2. Deves exibir orgulhosamente a tag do prémio no teu blog, de preferência com um link para o post em que falas dele. (essa do link, vou ter de pensar como é que é que funciona, não estou a ver...)
3. Só e somente se recebeste o prémio “Diz que até não é um mau blog”, deves escrever um post: Indicando a pessoa que te deu o prémio com um link para o respectivo blog;A tag do prémio; As regras; E a indicação de outros 7 blogs para receberem o prémio.

E que ruuuuuuufem os tambores (barulho de tambores rufando). Os 7 nomeados em ordem alfabética são:

Andrea - Borboletas ao Luar
Carlos - Beco dos Bytes
Eduardo - Inconsciente E-coletivo
Luís Eme - Casario do Ginjal
Maria - O Cheiro da Ilha
O'Sanji - Plan(o)Alto
Sininho - Ecos da Falésia


Psicodelia em S.Paulo

Beatriz Milhazes expõe colagens e pinturas


Das novas obras que Beatriz Milhazes apresenta, na galeria Fortes Vilaça, são as colagens as que mais empolgam a artista, apesar de serem as suas pinturas que provocam disputa no mercado.



Sem apelar a um processo industrial na fabricação de seus trabalhos, Milhazes controla todas as etapas da produção de sua obra, tornando-a limitada e, obviamente, com maior valor. Neste ano, por exemplo, ela produziu apenas oito: cinco pinturas e três colagens.

Em 2003, a artista começou a realizar colagens a partir de sua coleção de papéis de bala. Desde então, esse procedimento, um dos mais típicos da arte moderna -como se pode ver na mostra de Kurt Schwitters, em cartaz na Pinacoteca até amanhã-, tem se ampliado, e agora sacolas de papel, também de sua coleção particular, passaram a fazer parte das colagens.



Em cada uma delas, a artista utiliza cerca de 20 tipos de papel, todos adquiridos por ela. "Eu mesma escolho cada tipo de papel, a maioria no exterior, e agora tenho até mandado imprimir alguns, nos EUA."

Um exemplo que a artista aponta nas novas pinturas é a presença de formatos quadrados, que até então não eram vistos em suas obras. Milhazes alcançou uma imagética particular, caracterizada por círculos que se sobrepõem, provocando uma certa vertigem, intensificada pelo uso pulsante de cores. Na nova exposição, essas marcas seguem presentes, reforçadas por pequenos detalhes, resultado do processo artesanal.

"Tanto na pintura como na colagem, é o processo que vai decidir o resultado do trabalho", diz. Em cada obra, Milhazes cria pequenos desafios como estímulo à sua pesquisa.



Em "Love", uma de suas novas obras, o desafio foi utilizar uma tela de linho, se aproveitando da cor do material, areia, bastante distinta de sua paleta usual, muito mais vibrante.



Outros trabalhos

Para 2008, Milhazes já está com a agenda cheia. Em São Paulo, ela será tema de uma retrospectiva na Pinacoteca do Estado, onde irá criar sua primeira obra de grande escala na cidade, nos vitrais do espaço, além de apresentar novos trabalhos em sua galeria de Nova York, a James Cohan.

A artista trabalha ainda em dois livros: um, para uma nova série da editora alemã Taschen, para a qual desenhou as paredes da loja projetada por Philippe Starck, em Nova York, e outro, para a editora inglesa Ridinghouse. No ano que vem, Milhazes irá participar ainda de duas grandes mostras internacionais: a primeira bienal de Nova Orleans e uma coletiva em Berlim, no Martin-Gropius-Bau.

Finalmente, em Tóquio, ela vai estar presente numa coletiva de artistas brasileiros no Museu de Arte Contemporânea, com curadoria de Yuko Hasegawa. Já no início de 2009, terá uma mostra solo na Fundação Cartier, em Paris.

Psicodelia
»Onde:
galeria Fortes Vilaça
Rua Fradique Coutinho, 1.500
»Quando: de ter. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 10h às 17h. Até 26/1
»Quanto: entrada franca
»Informações: 0xx11 3032-7066


fonte:Folha Online e UOL
Ocorreu um erro neste gadget
Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.