sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

O Brasil perde um de seua maiores músicos, Sivuca, aos 76 anos de idade

O compositor paraibano Severino Dias de Oliveira, o Sivuca, morreu na noite de quinta-feira em João Pessoa, vítima de câncer de laringe, informaram hoje seus familiares.

Sivuca, 76 anos, estava internado desde terça-feira em um hospital devido às complicações decorrentes da doença, contra o qual lutava há meses. O músico foi um grande representante da MPB e compôs sucessos como "Feira de Mangaio", "Adeus, Maria Fulô" e "Reunião de Tristeza".

Sivuca compôs em 1947 a música "João e Maria", que mais tarde ganhou letra de Chico Buarque e se tornou um dos grandes clássicos da MPB. O compositor começou tocando flauta e depois aprendeu sanfona, se tornando um dos maiores intérpretes do instrumento no Brasil.

Severino Dias de Oliveira nasceu em 26 de maio de 1930, filho de uma família de agricultores em Itabaiana, pequeno município da Paraíba.

O músico começou a carreira aos 9 anos, quando passou a se apresentar com diferentes grupos em festas de família e casamentos. Aos 15 anos, mudou-se para Recife. Lá, foi contratado por uma rádio para produzir e promover programas, após ter se destacado em um concurso de caça-talentos com suas primeiras músicas.

No Recife, recebeu suas primeiras noções de teoria musical graças à ajuda do tocador de clarinete Lourival de Oliveira, músico da orquestra sinfônica local.

Na década de 50, trabalhou em diversos programas de rádio e televisão no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em 1958, viajou para a Europa na companhia de Abel Ferreira e do Trio Iraquitã.

Acabou estabelecendo-se na França por quatro anos e nos Estados Unidos, onde atuou como violonista e compositor de um conjunto liderado pela cantora Miriam Makeba. Com o conjunto de Makeba tocou em várias cidades dos Estados Unidos, além de ter feito turnês pela Europa, África e Ásia.

Durante os 12 anos em que morou nos Estados Unidos, acompanhou vários músicos e especializou-se em violão. Já com fama consolidada no exterior, voltou ao Brasil em 1975, onde se consagrou com o disco "Sivuca e Rosinha de Valença".

Sivuca, que gravou seu primeiro disco aos 20 anos, era casado com a também compositora Glória Gadelha.

Biografia e Discografia de Sivuca no CliqueMusic


fonte:agência EFE

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.