sexta-feira, 25 de novembro de 2005

Para quem quer, mas não consegue

Vacina anti-tabaco pode estar pronta em 2010

Uma vacina anti-tabaco está sendo pesquisada na Suíça. Pesquisadores estudando a vacina CYTOO2-NicQb, que vem sendo desenvolvida pela empresa Cytos Biotechnology AG, divulgaram que os resultados de seu primeiro estudo a longo prazo indicam que dois de cada cinco pacientes deixaram de fumar por um ano após receberem a vacina.

A vacina CYT002-NicQb é a "primeira de sua classe” em desenvolvimento para o tratamento do hábito do uso da nicotina. A vacinação com CYT002-NicQb já foi demonstrada como sendo capaz de induzir anticorpos nicotina-específicos, que se ligam à nicotina no sangue. Como o complexo de nicotina ligado ao anticorpo é muito grande para atravessar a barreira hemato-encefálica (entre o sangue e o cérebro), a captação da nicotina no cérebro, e a excitação subseqüente de neurônios responsivos à nicotina ficam significativamente reduzidos, ou até mesmo impedidos.

No estudo clínico realizado que envolveu 341 adultos tabagistas, tanto do sexo masculino como do feminino, a ação anti-tabaco ocorreu em voluntários que desenvolveram um alto nível de anticorpos, desencadeados pela vacina.

Os testes envolveram a aplicação de 5 injeções da vacina ou de um placebo a intervalos mensais. Os pacientes de ambos os grupos foram submetidos a aconselhamento terapêutico.

Os melhores resultados, obtidos entre as pessoas com alto desenvolvimento de anticorpos, atingiram a 42% de abandono do cigarro. A vacina poderia estar disponível para uso comercial até o ano de 2010. Para ler o comunicado completo acerca dos resultados do estudo clínico, visite o endereço http://www.pharmalive.com (artigo em pdf)

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.