quarta-feira, 30 de novembro de 2005

"Les aventures du Tintin"

Tintin e suas aventuras voltam ao Brasil

Em janeiro de 1929, um repórter começou a se destacar nas páginas do "Le Petit Vingtième", o suplemento infantil do jornal belga "Le Vingtième Siècle" (o século 20). Curiosamente, ele não era autor de textos, mas personagem.

Hoje, 76 anos depois, o (ainda) jovem Tintim, criação de Georges Rémi, vulgo Hergé, já tem fama universal e uma legião de fãs de várias gerações, conquistada graças à série de 24 aventuras traduzidas em mais de 45 línguas, além de uma infinidade de produtos associados, como desenhos animados para a TV e para o cinema, séries de rádio etc.

O relançamento, pela Companhia das Letras, das aventuras do personagem de Hergé - acompanhado de seu fiel e inseparável cão, Milu - é a chance de uma nova geração de leitores brasileiros conhecerem, agora em todas as 24 aventuras, este clássico que ficou sem edição em português do Brasil por décadas - foi lançado na década de 1970 pela Record, que publicou apenas nove livros, e, mais recentemente, importado de Portugal pela editora Verbo.

Prometido pela editora para o ano passado, quando o personagem completou 75 anos, o primeiro bloco de aventuras foi lançado só neste mês, trazendo quatro livros - "Os Charutos do Faraó", "O Lótus Azul", "O Ídolo Roubado" e "A Ilha Negra" - com preço unitário de R$ 33. As próximas aventuras, segundo a editora, serão lançadas a partir de junho de 2006, duas edições por mês.

Prometido pela editora para o ano passado, quando o personagem completou 75 anos, o primeiro bloco de aventuras foi lançado só neste mês, trazendo quatro livros - "Os Charutos do Faraó", "O Lótus Azul", "O Ídolo Roubado" e "A Ilha Negra" - com preço unitário de R$ 33. As próximas aventuras, segundo a editora, serão lançadas a partir de junho de 2006, duas edições por mês.

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.