sábado, 26 de novembro de 2005

Blog português ganha prêmio internacional

Público elege blog em português o melhor do mundo

O blog em português Tupiniquim venceu a categoria "Melhor Weblog" do concurso internacional The BOBs (The Best of the Blogs) segundo a escolha dos internautas - 29% de 13.018 votos. Esta é a segunda edição da competição organizada pela Deutsche Welle, que no Brasil conta com o apoio da Folha Online. Apesar de ter como foco notícias de índios brasileiros, o Tupiniquim é feito por internautas de Portugal.

Os portugueses Luís Galrão e Fernando Sousa reúnem diversas notícias sobre questões indígenas e links para outros endereços virtuais que tratam do assunto. Segundo Galrão, a participação no concurso foi muito importante, pois ajudou na divulgação dos assuntos citados no blog. "Como ativistas dos direitos humanos nos interessamos muito pela temática indígena", afirmou o internauta por e-mail.

Na opinião do júri, no entanto, o campeão foi o argentino Más respeto que soy tu madre. A página que mistura realidade e ficção fala de maneira bem humorada sobre os acontecimentos na vida da família Bertotti.

Por ter sido uma escolha do público, o Tupiniquim não receberá prêmios. Já o jornalista argentino Hernan Casciari, que escreve o diário virtual Más respeto, que soy tu madre, leva um computador iBook G4, da Apple. Os demais blogs selecionados pelo júri recebem um toca-MP3 iPod Shuffle, também da Apple.

Para o público, o humorístico Kibe Louco ficou com o título de "Melhor Weblog Jornalístico em português" - 64% dos votos indicaram preferência por esta página. O blog tem como base fatos do cotidiano brasileiro, que ganham graça sob a ótica do publicitário Antonio Pedro Tabet.

Para o júri, o melhor desta categoria foi o No Mínimo em que colunistas, escritores, jornalistas e cineastas mostram seu lado de blogueiros. Entre os colaboradores estão Pedro Dória, Arthur Dapieve, Tutty Vasques, Villas-Bôas Corrêa e Zuenir Ventura.

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin
 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.